quarta-feira, 15 de setembro de 2021

 


É hora de se preparar para a Black Friday 2021, que acontece no dia 26 de novembro. Você já começou a estruturar as promoções e a tecnologia do seu site? Se já está nesse pé, ou se ainda nem começou a se organizar, este conteúdo é imperdível!

Confira aqui 8 erros que muitos empreendedores virtuais cometem na ocasião e que, hoje, você vai aprender a evitar! Vamos lá?

Mas, primeiro, o que esperar da BF 2021?

Recordes de vendas vêm por aí - assim como ano após ano a ocasião se supera. Em 2021, 67% dos brasileiros pretendem aproveitar as promoções na data, o número é da “Pesquisa Black Friday 2021”, sondagem anual da área de Pesquisa e Audiência do UOL para Marcas, em parceria com a MindMiners.

Em relação ao pontos-chave para decisão de compra, em uma escala de 1 a 5, estão:

  • boa experiência de compra (4,4);
  • meio ambiente (4,3);
  • oferta de diferentes métodos de pagamento (4,1);
  • e maior qualidade, mesmo que por um preço mais elevado (3,9).

Fonte: pesquisa da Behup “Retomada do Consumo 2021 para Inteligência de Mercado Globo”.

Sabendo o que será prioridade para o cliente na Black Friday 2021, confira agora os pontos de atenção que, muitas vezes, são esquecidos pelos empreendedores virtuais.

1. Não preparar sua tecnologia para a ocasião

Você sabia que, durante a Black Friday, o tráfego nos sites pode ser até 6 vezes maior do que em dias comuns?

Os principais picos de acesso durante a ocasião são observados:

  • à meia-noite;
  • na hora do almoço;
  • e no fim de tarde.

Pensando nisso, tenha atenção especial à estabilidade do seu meio de pagamento e do seu site como um todo.

Uma boa sugestão é contratar uma CDN (Content Delivery Network) para o período, que é uma rede que distribui geograficamente o conteúdo, melhorando o desempenho e a segurança do seu site.

2. Não investir em segurança

Aliada à estabilidade, a segurança é ponto-chave em qualquer e-commerce, principalmente na Black Friday. O chargeback é uma preocupação constante no ambiente virtual, mas, nessa data é uma questão que se intensifica. Em 2020, 1,36% das vendas feitas na ocasião foram tentativas de fraude (dados: Konduto).

Então, contar com um sistema antifraude é a solução para esse problema, garantindo segurança para os consumidores e para o seu negócio, ao evitar que compras fraudulentas sejam efetivadas.

3. Deixar a desejar na experiência do usuário

É claro que a sua loja deve ter um design bonito e um layout agradável. Mas a permanência do usuário e a conversão em vendas vão muito além disso - dependem da experiência de compra proporcionada ao cliente.

Por isso, busque criar uma navegação intuitiva dentro do site. Para isso, invista nos dois seguintes pontos:

Categorização

Os produtos devem ser divididos em categorias para melhorar a hierarquia das informações. Além disso, a velocidade do site deve ser rápida e o layout mais clean.

Responsividade


O conceito de mobile friendly deve ser levado a sério e já é indispensável para os lojistas que querem vender online. Afinal, cerca de 91% dos brasileiros já fazem compras pelo celular (dados: Opinion Box). Por isso, invista numa experiência de navegação voltada para atender seus clientes no smartphone, no chamado m-commerce.

4. Não fazer uma precificação adequada

Como explicado no início do artigo, os consumidores estão mais dispostos a pagar um preço mais alto na ocasião, desde que isso se reflita em uma melhor qualidade dos produtos. Ainda assim, o valor dos produtos é um dos principais fatores de decisão de compra no e-commerce - afinal, estamos falando da época mais promocional do ano!

Além disso, a possibilidade de comparação dos valores é muito rápida, e dificilmente o lojista conseguirá um bom desempenho caso tenha um preço incompatível com o da concorrência.

De acordo com a pesquisa do UOL e da MindMiners, 92% brasileiros pesquisam os preços de serviços e produtos antes de fazer compras na data. A antecedência dessa busca pode ser de dois meses ou mais em 57% dos casos, ou um mês para 21% dos consumidores.

Para baixar os preços sem comprometer sua lucratividade, negocie com fornecedores e faça uma projeção de vendas, com base nos anos anteriores, para entender a margem de desconto que você pode oferecer.

Black FRAUDE jamais!

Atenção! Nunca tente trapacear aumentando os preços antes de reduzi-los. Essa é uma prática que prejudica a imagem da empresa, além de contribuir para que muitos consumidores não acreditem nos descontos promovidos pela temporada.

5. Estoque mal administrado

Para garantir que nenhum produto falte durante a alta demanda, invista em uma projeção de vendas, reunindo as informações sobre quanto vendeu na data em anos anteriores e quais produtos tiveram mais saída.

Integre os estoques caso tenha operação física

Se você também mantém uma loja física, busque manter um estoque único. Verifique se a sua plataforma de e-commerce possui integração com seu sistema de ERP. Dessa forma, qualquer alteração em seus estoques será adicionada ao sistema instantaneamente, evitando qualquer mal-estar, então, caso o cliente queira comprar online ou offline, o produto já terá sua disponibilidade atualizada em tempo real.

6. Demora na entrega

Quando um consumidor opta por comprar online na Black Friday, ele deseja receber seu produto em perfeitas condições e o quanto antes - sem atrasos demasiados. Isso se deve principalmente pela data, muitas vezes, ser uma antecipação dos presentes de Natal.

Tenha cuidado na escolha dos seus parceiros, opte por contar com mais de uma empresa de logística e invista no frete reduzido e, até mesmo, grátis, já que esses são grandes atrativos.

7. Deixar a desejar no atendimento ao consumidor

Comentários não respondidos em redes sociais, política de trocas confusas e chamadas não atendidas podem frustrar os consumidores, tornando-os detratores da sua marca.

A Black Friday pode atrair muita gente que ainda não conhece bem sua loja, e várias dúvidas podem surgir.

É essencial ter uma boa equipe de suporte, seja na loja física, em chat, respondendo a e-mails ou atendendo o telefone, para que essas dúvidas não impeçam a compra de ser concluída.

8. Não disponibilizar as formas de pagamento que o cliente deseja

É decepcionante para um consumidor, em plena Black Friday, encontrar o produto desejado, por um bom preço, mas ter que abandonar a compra porque as formas de pagamento não o atendem.

Em 2021, a oferta de diferentes métodos de pagamento estará entre os principais critérios para o cliente fechar um negócio. De acordo com a pesquisa “Retomada do Consumo 2021 para Inteligência de Mercado Globo”, numa escala de 1 a 5, o quesito ganha uma nota 4,1.  

Por isso, é indispensável ter integrado no seu site um meio de pagamento completo, seguro e que ofereça as melhores e mais populares soluções de pagamento. Nesse sentido, cartão de crédito à vista e parcelado, boleto bancário e Pix são indispensáveis!  

Se você está procurando por um meio de pagamento digital para uma Black Friday 2021 seguro e estável, conte com o Pagar.me - tecnologia parceira do Fastcommerce.

O Pagar.me é uma empresa do grupo Stone Co. que conta com soluções de pagamento digital para transações financeiras via cartão, boleto e Pix com segurança, praticidade, um atendimento 100% humano, além de funcionalidades voltadas para incrementar as suas taxas de conversão. Conheça o Pagar.me!

Este artigo foi produzido pelo time do Pagar.me, meio de pagamento digital parceiro do Fastcommerce que garante segurança e praticidade para você atender seus clientes e fazer o seu negócio crescer. 

Black Friday 2021: não cometa estes 8 erros no seu e-commerce

segunda-feira, 30 de agosto de 2021

 


O Brasil é pioneiro em muitas coisas:

  • Primeiro avião
  • Primeiro na produção em massa de vacinas
  • Primeiro no uso de biocombustíveis
  • Primeiro pentacampeão de futebol
  • Primeiro campeão olímpico de surf

Poucos sabem, mas a primeira plataforma de e-commerce também é brasileira.

Este ano o Fastcommerce completa 25 anosTemos muito orgulho de sermos pioneiros e, ao mesmo tempo, continuar sendo referência em inovação no comércio eletrônico.

Sempre tivemos paixão pelo que fazemos. Acreditamos que nosso entusiasmo de principiante é a maior razão do nosso sucesso.

Que venham os próximos 25 anos!
Mal podemos esperar!


PS: Clique aqui para conhecer um pouco mais da nossa história.

Este artigo foi escrito por Equipe Fastcommerce. 

A primeira plataforma de e-commerce do mundo completa 25 anos

quarta-feira, 25 de agosto de 2021

 


A jornada do cliente é a experiência completa que um cliente tem com a sua empresa, desde o primeiro contato até o pós-venda.

Ele abrange todas as interações com o cliente em todos os canais, dispositivos e pontos de contato em todas as fases do ciclo de vida do cliente, do reconhecimento à fidelidade.

Com a ajuda de um mapa da jornada do cliente, você pode ter uma ideia das motivações de seus clientes. Todas as suas necessidades e pontos fracos.

Por exemplo, você tem uma ideia do que leva o seu cliente a ter um primeiro contato com a sua marca?

Qual é a motivação dele em comprar o seu produto/serviço e não do seu concorrente?

Compreender a jornada do cliente não é ter apenas as informações na cabeça. É melhor visualizá-lo em um diagrama ao qual você e outros funcionários podem se referir como um recurso. É aqui que o mapa da jornada do cliente entra em ação.

O objetivo é entender as dúvidas, as dores e as necessidades dos clientes em cada etapa. A jornada do cliente é o caminho que o cliente percorre desde o primeiro contato com sua marca até a efetiva compra de um produto/serviço.

Quais são as 4 etapas da jornada do cliente?

1) Aprendizado e descoberta
O cliente ainda não sabe que tem uma necessidade e em muitos casos, ainda nem conhece a sua marca.

Esse é um momento no qual o cliente tem apenas algumas dúvidas ou só uma dúvida.

Como é o primeiro contato com a sua empresa, a abordagem é menos invasiva. É um mero cartão de visita, o cliente busca apenas informações.

2) Reconhecimento do problema
O cliente sabe que tem uma necessidade específica e que precisa ser resolvida.

Com base nas informações que leu previamente por conta própria, ele entende que tem um problema a ser resolvido.

Agora ele entende que não pode fazer sozinho e procura ajuda. Ou seja, o cliente vai procurar o produto/serviço.

Esta é a oportunidade para mostrar o que você oferece e assim ajudá-lo a resolver seus problemas.

Ao mostrar um conteúdo com informações valiosas que você entende do mercado e sobre o produto/serviço que você oferece. Você chama a atenção e constrói sua autoridade.

Ainda não é o momento de falar em venda.

3) Consideração da solução
Ajude o cliente a amadurecer a ideia do que ele precisa. Comprar seu produto/serviço vai ajudar a solucionar o problema identificado.

Nesse momento você pode usar estratégias mais incisivas e mostrar de que forma é possível ajudá-lo.

Como o cliente já reconheceu o próprio problema, ele passa a pesquisar e a avaliar os concorrentes. Ou seja, é um cliente bem diferente daquele do início da jornada, que sequer tinha um objetivo claro.

Agora é a hora de criar o senso de urgência para que ele queira resolver o problema o quanto antes.

É importante que nessa etapa, o cliente tenha o seu contato, se você tiver o dele é melhor ainda. Você pode falar com ele para descobrir mais detalhes sobre o que ele precisa e mostrar que tem a solução para resolver suas dores.

4) Decisão de compra.
Nessa etapa o cliente está comparando produtos/serviços que possam solucionar seus problemas. Só assim que ele vai decidir o que é melhor para as suas necessidades.

Ele descobriu um problema, identificou a solução e entendeu que a sua empresa oferece o que ele precisa. Dessa forma, está mais propenso a fechar a compra.

Deixe estampado na sua abordagem as vantagens do seu produto e os diferenciais que ele oferece em relação aos concorrentes.

Compartilhar demonstrações ou cases são ótimas alternativas para assegurar o quanto a sua solução é melhor do que as deles.

Tenha muito cuidado para não importuná-lo ou, então, você perderá todo o esforço realizado até então.

Afinal, é ele quem deve optar pela sua empresa.

Utilize alguns gatilhos mentais, tais como escassez, senso de urgência, autoridade, novidades...

Conhecer as fases da jornada do cliente e aprender como formatá-la e isso traz vários ganhos para a sua empresa.

Começa com a personalização do relacionamento e vai até a redução de custos na aquisição e manutenção da base de consumidores.

Crie uma persona que é uma pessoa fictícia que representa como sendo o seu cliente ideal.

Quanto mais cedo você mapear a jornada do cliente do seu negócio, melhor.

Quando você percebe o que acontece com os consumidores que interagem com sua marca, é possível se agilizar para melhorar o processo.

O mesmo acontece se algo não sair como o esperado. Quem erra antes pode corrigir suas falhas e melhorar antecipadamente.

Quanto mais você se dedicar a cada uma das fases da jornada do cliente, e se aprofundar sobre as expectativas e necessidades de suas personas, melhores serão seus resultados.

Seu papel, então, é acompanhá-lo durante todo o processo, mostrar que tem a melhor opção para solucionar suas dúvidas e ajudá-lo a tomar a melhor decisão.

Boas vendas!

Este artigo foi escrito por Adriano Yamuto, da equipe de desenvolvimento do Fastcommerce.

O que é jornada do cliente?

quarta-feira, 11 de agosto de 2021

 


A única coisa que toda empresa que oferece um produto ou serviço tem em comum são seus clientes.

Já que você lida com clientes, é importante que você ofereça a eles a melhor experiência possível. Através de um estudo, 73% dos clientes afirmam que ter uma experiência positiva é um dos principais fatores que influenciam a fidelidade à marca.

Uma forma de melhorar a experiência do cliente é ter um bom canal de suporte.

Os clientes são a força vital da sua loja virtual. Quer você venda e-books, software, consultoria, treinamento ou um produto físico (por exemplo, tênis), sem clientes fiéis, você irá falhar.

A maneira como você trata seus clientes é importante. Você está dando a eles uma boa experiência?

Mais interações com o cliente em canais e dispositivos darão a eles uma "nota de boas-vindas" para permanecerem fiéis.

O que exatamente são ferramentas de engajamento do cliente?

O engajamento do cliente envolve o incentivo a interações bidirecionais com seu público. As ferramentas que ajudam você a fazer isso de forma mais fácil e eficaz.

Essas ferramentas ajudam a tornar as interações mais personalizadas, dinâmicas e contextualmente relevantes.

Por que devo investir no envolvimento do cliente?

Sabemos que as ferramentas de engajamento do cliente são úteis porque permitem que você pegue algo importante, gerando engajamento e o faça melhor. Mas por que você deseja aumentar o engajamento em primeiro lugar?

Acontece que existem alguns motivos. O envolvimento do cliente ajuda você em alguns pontos:

  • Reduza o ciclo de vendas: O envolvimento do cliente inclui fornecer informações de forma proativa.
  • Aumente a receita: Os clientes altamente engajados compram mais frequentemente e pagam 60% mais por transação.
  • Aumente a fidelidade do cliente: Envolver os clientes em relacionamentos emocionais, que vão além de meras compras transacionais, ajuda a criar laços mais fortes entre eles e sua empresa.
  • Crie embaixadores da marca: Quando os clientes se sentem envolvidos com sua marca, eles também querem contar a outras pessoas sobre ela, promovendo e discutindo sua experiência com outros clientes em potencial.
  • Estabeleça a identidade da marca: O envolvimento do cliente ajuda a criar uma personalidade de marca com a qual os clientes podem se identificar.

Conheça as ferramentas para suporte / engajamento do cliente.

Software de Help Desk
O software de help desk é um sistema centralizado que facilita o acompanhamento das reclamações dos clientes, solicitações dos usuários e o tratamento eficiente das dúvidas relacionadas ao atendimento ao cliente.

Zendesk
O Zendesk vem com todos os recursos que você precisa de um software de help desk. O aplicativo oferece um sistema de bilhetagem flexível com relatórios e análises avançadas.

Ele também oferece mais de 100 integrações com outras soluções de negócios, como CRM, armazenamento em nuvem e aplicativos de produtividade. Isso é muito útil para pequenas empresas com um orçamento limitado. Em vez de executar todos esses aplicativos separadamente, você pode simplesmente integrá-los ao Zendesk.

Suporte de Mídia Social
A maioria de seus clientes está nas redes sociais e é importante que você tenha um sistema eficiente de atendimento a dúvidas e reclamações. Você precisa de uma ferramenta de suporte de mídia social dedicada para lidar de forma eficiente com as dúvidas dos clientes nas redes sociais.

Hootsuite
Quando se trata de gerenciamento de mídia social, o Hootsuite é uma das melhores ferramentas disponíveis.

A maior vantagem dessa ferramenta é que ela permite que você gerencie todas as suas contas de mídia social em um só lugar. Com esta ferramenta, você não só pode compartilhar posts e agendar atualizações, como também se conectar com seus clientes e responder a todas as suas solicitações e reclamações em mais de trinta plataformas de mídia social.

Comunicação em tempo real
Com ferramentas de comunicação em tempo real, permite que você responda às reclamações e dúvidas do cliente imediatamente em um ambiente ao vivo.

Zoom
O vídeo é uma ótima maneira de aumentar o envolvimento com seus clientes e é aqui que o Zoom entra em ação. O Zoom é uma ferramenta de videoconferência usada para realizar reuniões virtuais e conduzir demonstrações de vídeo para clientes. Outro recurso útil que vem com o Zoom é o compartilhamento instantâneo de documentos, arquivos de vídeo e fotos com clientes. Ele suporta um sistema de tela dupla e vem com qualidade de áudio e vídeo HD.

Ame seus clientes.

Boas vendas!

Este artigo foi escrito por Adriano Yamuto, da equipe de desenvolvimento do Fastcommerce.

Principais Ferramentas Para Engajamento Do Cliente

segunda-feira, 9 de agosto de 2021

 


1) Você começa uma compra grande numa loja virtual mas quer que outra pessoa confira os produtos escolhidos e termine o pedido.

2) Você quer fazer a compra do mês do mercado com sua esposa, só que ela está viajando.

3) Você tem uma loja virtual de produtos naturais e quer facilitar a compra de todos os componentes de uma receita especial.

Para estes cenários e muitos outros, basta compartilhar o carrinho, um recurso incrível e exclusivo do Fastcommerce.

Siga estes passos para implantar na sua loja.

Este artigo foi escrito por Equipe Fastcommerce.

EXCLUSIVO: Compartilhamento de Cesta

quarta-feira, 21 de julho de 2021

 


Segundo dados da Agência Brasil, o Brasil é o 3º país em que as pessoas passam mais tempo em aplicativos. A média é de 3 horas e 40 minutos.

Por que você hesita em seguir a tendência do video marketing?

O video marketing converte leads em clientes muito bem porque estabelece um nível mais alto de confiança com seu público. As pessoas se sentem mais conectadas a elas quando veem seu rosto. O vídeo permite que você humanize sua marca, o que é vital para alcançar o cliente de hoje.

O engajamento nas plataformas de mídia social como Youtube, Instagram, TikTok, Snapchat e outras ferramentas é muito forte. É o principal meio de comunicação entre as marcas e seus clientes.

Você sabe qual é uma boa maneira de ter um bom envolvimento do cliente? Você precisa fazer com que prestem atenção.

Os vídeos são ótimos para chamar a atenção por vários motivos. Em primeiro lugar, nossos olhos são atraídos pelo movimento, então os vídeos naturalmente chamam a atenção das pessoas. De acordo com pesquisas, os anúncios em vídeo interessam mais às pessoas do que um anúncio estático.

Os vídeos fazem com que as pessoas queiram compartilhá-los nas redes sociais porque são altamente compartilháveis e contêm muitas informações sem o volume. Além disso, nossos cérebros processam imagens muito mais rápido do que texto. Cerca de 90% das informações transmitidas ao cérebro são visuais.

Aqui estão 8 maneiras pelas quais o vídeo marketing pode ajudá-lo a aumentar o envolvimento do cliente:

1. Mantém seu público entretido
Quer você queira admitir ou não, o vídeo é um meio divertido para transmitir informações.

É mais fácil seguir um vídeo do que ler um livro inteiro sobre um assunto. Quando seu público está entretido, isso significa que o engajamento do cliente existe.

2. Mantém a simplicidade
Existem alguns conceitos e ideias que são muito complicados de explicar, portanto, requerem recursos visuais e texto escrito para transmitir a mensagem. Com um vídeo, uma marca pode usar imagens em movimento e texto para se comunicar com seus clientes.

Ele mantém os clientes engajados e converte a mensagem complexa em algo simples, digerível e mais interessante.

3. Um alcance mais amplo
Com o vídeo, você pode alcançar diferentes tipos de público em diferentes plataformas. Isso funciona muito bem, especialmente se você usar sites de hospedagem de vídeo gratuitos como o Youtube.

O Youtube permite que você copie o código embed e compartilhe seu vídeo em uma variedade de plataformas. Você não precisa se preocupar com atrasos ou problemas técnicos, pois essas plataformas são muito confiáveis.

Ao postar seu vídeo em plataformas diferentes, você pode alcançar públicos que não estão em certas plataformas. Por exemplo, as pessoas no Instagram podem não ter Facebook e vice-versa. Portanto, postar seu vídeo nessas plataformas permite o alcance máximo.

4. Tem melhor retenção
Mencionamos antes que os vídeos são ótimos para manter as informações retidas. De acordo com o Hubspot, 80% dos clientes se lembram de um vídeo que assistiram no mês passado.

A narrativa envolve os espectadores e deixa uma impressão memorável, tornando o vídeo um excelente contador de histórias. É mais provável que as pessoas se lembrem de uma história do que de uma longa lista de fatos.

Os vídeos também são ótimos recursos de aprendizagem para a maioria das pessoas. Muitas pessoas precisam de recursos visuais para aprender e 65% das pessoas se consideram aprendizes visuais. Os vídeos acomodam esse tipo de estilo de aprendizagem e ajudam as pessoas a reter informações.

5. Aumenta a intenção do comprador
O sucesso de uma campanha de marketing depende de suas conversões. É quando as pessoas expressam interesse em seu produto ou serviço. Os vídeos são bons para estimular os clientes a comprar.

Quando os clientes assistem a um vídeo de um produto que estão pensando em comprar, isso aumenta sua intenção de compra em 97%. Além disso, 64% dos clientes têm maior probabilidade de comprar um produto depois de assistir a um vídeo sobre ele.

Embora, isso não signifique que qualquer vídeo fará o trabalho. Você precisaria criar um vídeo que atendesse às necessidades de seus compradores. Você pode fazer vídeos que se encaixem nos pontos fracos do comprador, responder às suas perguntas ou fornecer informações valiosas para eles.

6. Thumbnails personalizadas
A criação de um thumbnail personalizado garante que você esteja no controle da imagem exibida antes do início da reprodução do vídeo. Isso ajuda a manter uma percepção consistente de sua marca em todas as plataformas. Esse aspecto do envolvimento do vídeo é frequentemente esquecido, mas se a imagem que os usuários veem chamam sua atenção, é mais provável que eles pressionem "Reproduzir".

7. Tags certas
Você precisa pesquisar tags que sejam relevantes para o público que deseja engajar e usá-las em seu conteúdo de vídeo. Essas tags ajudam você a atingir e envolver um público específico mais diretamente.

8. Não faça postagem cruzada do mesmo conteúdo
A prática de postar o mesmo conteúdo sem modificá-lo em diferentes canais de mídia social irrita as pessoas e as desencoraja. Você não quer ser visto como uma empresa que ainda não pegou o jeito das mídias sociais.

O vídeo é uma excelente opção para aumentar seu engajamento com clientes.

Comece hoje e colha os resultados.

Boas vendas!

Este artigo foi escrito por Adriano Yamuto, da equipe de desenvolvimento do Fastcommerce.

8 Dicas de Vídeo Para Aumentar o Engajamento do Cliente

quarta-feira, 7 de julho de 2021

 


A maioria dos lojistas tem o objetivo de chegar ao primeiro lugar na página de resultados do mecanismo de pesquisa.

O Google usa mais de 100 fatores de classificação para gerar resultados de mecanismo de pesquisa e, embora a autoridade de domínio (Domain Authority - DA) não seja um deles, é uma métrica importante.

Autoridade de domínio (Domain Authority - DA) é uma métrica de classificação que prevê quão bem um site será classificado. Ele varia em uma escala de 1 a 100 - quanto mais próximo você estiver de 100, melhores serão suas chances de classificação nas páginas de resultados do mecanismo de pesquisa (SERPs), dando a você mais cliques.

Você terá números de tráfego e taxas de conversão mais altos se tiver uma pontuação DA alta porque está fazendo o SEO da maneira certa. Lembre-se de que o DA é uma previsão de como o Google classificaria seu site com base em uma variedade de fatores.

Como tudo no mundo SEO, DA é uma métrica de longo prazo que leva tempo e esforço para afetá-la.

1. Otimização na página
SEO On-Page tem a ver com a otimização de sua página e conteúdo.
  • Títulos e descrições otimizados
  • Uso adequado dos títulos (H1 e H2) em seu conteúdo
  • Estrutura de URL e permalinks otimizados para SEO.
  • SEO Otimizando suas imagens, vídeos e outros elementos de mídia
  • Usando palavras-chave naturalmente em seu conteúdo (sem excesso de palavras-chave)
  • Adicionar links internos ao seu conteúdo (esta é uma técnica de SEO muito poderosa)
  • Formatar seu conteúdo é uma forma de ter mais chances de classificação nos snippets em destaque no Google.
É necessário mencionar novamente que a qualidade do conteúdo é o maior fator de classificação de todos para SEO on-page e off-page.

Conforme declarado pelo Google em um de seus guias de SEO, é importante manter seu conteúdo atualizado.

2. Crie um excelente conteúdo
Quer atrair links de alta qualidade de vários domínios em seu nicho?

Boas notícias! Mais atração para a sua loja virtual vem da criação de conteúdo de alta qualidade que agrada ao seu público-alvo.

Portanto, ao fornecer o melhor conteúdo possível, isso definitivamente o ajudará a melhorar sua pontuação do DA (e até mesmo lhe dará muitos benefícios adicionais de SEO).

3. Links internos
Os links internos são um bom sinal de SEO para os mecanismos de pesquisa e uma excelente maneira de impulsionar seu DA. Por quê?

Porque você mantém as pessoas em sua loja por mais tempo enquanto elas passam de um link para outro e de uma página para outra. Eles também tornam mais fácil para os mecanismos de pesquisa indexarem sua loja virtual, pois podem ver quais páginas são importantes para você.

Uma coisa a lembrar é que você não controla diretamente a autoridade de domínio do seu site. Sua pontuação é calculada a partir de uma variedade de fatores que você deve colocar em prática e fazer bem, de modo que seu DA aumenta constantemente. Melhorar seu DA deve ser uma estratégia de longo prazo.

4. Velocidade da página
Um dos conhecidos "sinais" do algoritmo de classificação do Google é a velocidade da página. Os sites que carregam mais rápido têm uma vantagem adicional sobre os sites mais lentos.

Melhorar a velocidade da página não apenas melhorará sua classificação e autoridade de domínio, mas tornará a experiência do usuário melhor e isso se traduz em mais vendas, leads e inscrições.

Nem sempre é fácil resolver o problema de velocidade da página. Há muitos elementos técnicos envolvidos e se você não for um desenvolvedor ou alguém com conhecimento técnico, pode ser muito difícil.

Lembre-se:
Uma pontuação baixa no DA não significa que seu site não terá um bom desempenho no Google.

Uma pontuação alta de DA significa que você está no caminho certo, mas não garante que obterá melhores classificações ou tráfego, é apenas uma previsão.

Sempre tente pensar no quadro geral, que é construir uma loja virtual que, com o tempo, alcançará classificações sólidas no Google e em outros mecanismos de busca.

Boas vendas!

Este artigo foi escrito por Adriano Yamuto, da equipe de desenvolvimento do Fastcommerce.

4 Maneiras de Aumentar a Autoridade do seu Domínio - SEO

terça-feira, 22 de junho de 2021


 A entrega é a última etapa do processo logístico e deve ser realizada com bastante cuidado. Afinal, problemas como atrasos e extravios podem custar a satisfação do cliente e comprometer a fidelização. Investir em um sistema de gestão de entregas se mostra como uma ação fundamental para manter o controle sobre as mercadorias e garantir que cheguem ao destino dentro do prazo.

Continue lendo para entender como funciona um sistema para gestão de entregas e conhecer os benefícios que é capaz de oferecer.

O que é gestão de entregas?

Gestão de entregas é o conjunto de estratégias utilizadas para acompanhar as mercadorias desde o momento em que saem do centro de distribuição até chegarem ao seu destino. Para isso, a tecnologia se mostra como uma aliada fundamental, pois apenas através de um sistema esse acompanhamento pode acontecer em tempo real.

Sem um sistema, as mercadorias são carregadas nos veículos e partem para os endereços correspondentes para serem entregues. E isso sem qualquer visibilidade por parte do remetente ou da transportadora contratada.

Como muitos trajetos são longos, as ocorrências de atraso e extravio podem se tornar muito altas, o que acaba resultando no excesso de custos gerados especialmente pelas reentregas. Sem contar na insatisfação dos clientes, que provavelmente não farão uma nova compra.

Problemas que podem ser evitados utilizando um sistema de gestão de entregas

Se tivéssemos que resumir em uma palavra o grande benefício que um sistema de gestão de entregas oferece seria: visibilidade. Afinal, ao utilizarem uma solução com esse objetivo as empresas conseguem acompanhar cada etapa do transporte das mercadorias, evitando uma série de problemas.

Veja, a seguir, quais são as ocorrências mais comuns que podem ser evitadas através de uma gestão de entregas eficaz.

Perda de clientes por atraso nas entregas

Receber o pedido com atraso é algo que nenhum cliente deseja. Quando isso acontece esporadicamente as pessoas costumam relevar, mas quando é frequente as chances de elas se debandarem para a concorrência são muito grandes.

Quando a empresa conta com um sistema para gerenciar as suas entregas, a ocorrência de atrasos cai significativamente. Afinal, exatamente por conta da visibilidade que citamos anteriormente, é possível identificar e até prever problemas, a fim de encontrar soluções rapidamente.

Prejuízo por falta de planejamento das entregas

Quando a gestão de entregas não é realizada e as mercadorias partem para seus destinos sem controle, a empresa pode ter prejuízos. Nos casos em que se tem um sistema gerenciador é possível planejar as entregas, otimizar custos e evitar os prejuízos gerados pelas reentregas e outros problemas.

SAC sem informações para oferecer aos clientes

É comum que os clientes entrem em contato com o SAC das empresas para ter informações a respeito do seu pedido. Sem um sistema para gerenciar as entregas não há muito o que ser passado ao cliente, o que pode acabar gerando desconfiança por parte dele.

Quando se tem controle é possível informar exatamente onde a mercadoria está em tempo real. Isso facilita muito o processo em casos, como: informar ao motorista que o cliente estará no local após determinado horário, passar mais informações sobre o endereço de entrega, entre outras situações.

Dificuldade para planejar o pagamento dos motoristas

Empresas que não contam com um sistema de gestão de entregas também encontram a dificuldade de não conseguirem planejar o pagamento dos motoristas. Afinal, precisam esperar que eles retornem para só depois saberem quais entregas foram feitas.

Já através dos dados fornecidos pelo sistema, esse planejamento pode ser realizado de forma muito mais prática. Isso permite um maior controle financeiro por parte da empresa, o que é fundamental para manter o fluxo de caixa organizado.

Dificuldade para cumprir janelas de entrega

Muitos clientes, especialmente comércios, possuem janela de entrega, ou seja, há alguém disponível para receber os pedidos apenas em horários específicos. Sem um controle, fazer as entregas respeitando esses horários se torna um tanto quanto complicado.

Ao contar com um sistema, esses dados ficam visíveis aos motoristas, permitindo que consigam ir a cada endereço dentro dos horários combinados previamente com o cliente.

Conheça a solução Comprovei para gestão de entregas!

Esses são apenas alguns dos principais problemas que podem ser evitados através da implantação de um sistema de gestão de entregas. São muitos os benefícios que uma empresa pode ter ao contar com uma solução como o sistema Comprovei.

Nosso slogan é “realize entregas incríveis!” exatamente pelo fato de o nosso sistema contribuir para mais qualidade no processo logístico. Assim, com mais controle sobre cada etapa do transporte, as chances de o cliente ficar satisfeito aumentam significativamente!

Hoje, com a grande competitividade do mercado, todos os detalhes do processo de compra são considerados pelos clientes. Se o atendimento for bom, mas a entrega chegar em atraso, a insatisfação por parte deles é praticamente certa.

Por isso, é importante garantir que tudo ocorra da melhor forma possível, do atendimento à entrega, pois assim se tem mais garantias de que a fidelização irá acontecer.

Este artigo foi escrito por Equipe Comprovei 
     

Sistema de gestão de entregas - Entenda como funciona e conheça os benefícios

quarta-feira, 16 de junho de 2021

 


Devido à pandemia, o Google anunciou que seu shopping voltou a ser gratuito.

Para quem não conhece, o Google Shopping é basicamente um comparador de preços, incluído nos resultados das buscas feitas no Google.

Seus produtos serão apresentados com grande destaque, logo abaixo dos anúncios pagos!

Mas atenção: quanto menor for o preço do seu produto com relação à concorrência, maior a tendência de aparecer nas primeiras posições.

Certamente essa mudança ajudará bastante as lojas virtuais com pouca verba para divulgação.

Veja aqui os passos para cadastrar seus produtos no Google Shopping.

Aproveite este benefício e aumente suas vendas!  

Aproveite que o Google Shopping está de graça!

 
Fastcommerce | Crie sua loja virtual © 2016 - Templateism.com