quarta-feira, 16 de setembro de 2020


 As mídias sociais são excelentes canais para construir relacionamentos e interagir com seus clientes.

Através das redes sociais seus clientes podem aprender mais sobre sua marca, sua história, seus produtos e eles vão se sentir mais próximo de você.

Segundo os dados mais recentes da Hootsuite, o Instagram tem 1 bilhão de usuários por mês, 500 milhões de usuários utilizando os stories e 52% do público é feminino.

Os cincos países que mais utilizam o Instagram são:

1º) Estados Unidos (110 milhões de usuários)
2º) Brasil (70 milhões de usuários)
3º) Índia (69 milhões de usuários)
4º) Indonésia (59 milhões de usuários)
5º) Rússia (40 milhões de usuários)

Sabendo que o Brasil é o segundo país com mais usuários e que a média por pessoa navegando no aplicativo são 28 minutos por dia, quais são suas estratégias?

Você já encontrou o seu público-alvo? O seu público-alvo se enquadra em qual faixa etária?
  • 18–29: 67%
  • 30–49: 47%
  • 50–64: 23%
  • 65+: 8%

Existem algumas recomendações iniciais que são fundamentais para aumentar sua base de seguidores e aqui estão algumas delas.
  • Divulgue seu Instagram nos suas redes socias (Facebook, Twitter, Pinterest)
  • Comece a procurar e seguir seus clientes
  • Inclua links para o seu Instagram na sua loja virtual e em qualquer comunicação de marketing (e-mail marketing)
  • Use anúncios pagos para se tornar visível

Conheça 4 dicas para ganhar mais seguidores e divulgar sua marca usando o Instagram.

1º BIO (Biografia)
Criar uma biografia interessante e criativa que chame a atenção do seu público deve ser uma prioridade.

As melhores biografias do Instagram irão mostrar a personalidade da sua marca, promover seu negócio e convencer as pessoas a segui-lo.

Uma boa biografia explica o que seu negócio é e o que você faz em apenas algumas frases, para falar a verdade, são 150 caracteres.

2º Imagens
As pessoas gostam de consistência e é por isso que divulgar suas imagens é vital. Na mente da maioria das pessoas, consistência significa confiança.

Nessa primeira etapa pesquise e tente encontrar um estilo de imagem que representa sua marca e que funcione para você.
  • Crie visuais consistentes
  • Tenha uma paleta de cores para trabalhar (quando necessário)

Quanto maior a qualidade, melhor credibilidade para sua marca. Os clientes querem ver e experimentar, por isso decidem segui-lo. Se você tornar essa experiência difícil com imagens de baixa qualidade, será difícil para os clientes continuarem a interagir com você.

Maior Qualidade = Maior Engajamento

3º Hashtags
A pesquisa dentro do Instagram é incrível, enquanto o Google utiliza palavras-chave, o Instagram usa hashtags que podem ser facilmente encontradas na seção de busca do Instagram

Ao utilizar corretamente, você pode aumentar a visualização das postagens para pessoas que estão interessadas nos seus produtos.

Usar de forma errada pode causar danos a sua marca e irritar seus seguidores.

Em cada post normal você pode incluir até 30 hashtags e até 10 nos stories. Isso não quer dizer que você precisa utilizar o limite máximo, na verdade não existe um número mágico e sim, um consenso.

Muitas empresas começam com até 11 hashtags e esse pode ser o seu limite para começar. As empresas que estão consolidadas, utilizam entre 1 e 3 hashtags.

O mais importante é fazer testes para determinar o que funciona para o seu negócio, você não quer ser penalizado pelo robô do Instagram.

4º Engajamento
Curtir e comentar as postagens de outras pessoas é a melhor maneira de ganhar novos seguidores.

Utilizando a técnica de procurar por hashtags, você conseguirá encontrar seguidores que possuem a mesma paixão que sua empresa.

Se você pode ser a primeira pessoa a curtir e comentar em uma postagem, SEJA ESSA PESSOA, se torne visível para todos.

Não dê apenas um coração (like), diga algo envolvente, surpreendente e faça acontecer.

Boas vendas!

Este artigo foi escrito por Adriano Yamuto, da equipe de desenvolvimento do Fastcommerce.    


4 Dicas para o Instagram

quarta-feira, 9 de setembro de 2020

 


A lista de desejos permite que os clientes da sua loja virtual criem uma lista de produtos que gostariam de comprar ou receber como presente.

Esse recurso é uma das melhores maneiras dos clientes organizarem todos os produtos que desejam em um único lugar.

Salvar os produtos para ver mais tarde ajuda a reduzir o abandono do carrinho e torna mais fácil para seus clientes retomarem de onde pararam, mesmo de outros dispositivos.

Você pode criar uma lista pelo computador durante o dia, à noite você consegue ver essa mesma lista através do celular e vice-versa.

A lista de desejos pode ser compartilhada entre amigos, familiares, colegas e alcançar novos clientes. Esses novos clientes vão conhecer sua loja virtual e futuramente podem se tornar compradores.

Um fator para você incentivar a utilização da lista de desejos na loja é saber o que exatamente o seu cliente gosta e deseja. Na loja virtual você pode utilizar o relatório Lista de desejos do cliente e obter as informações do que os clientes mais gostam.

Através do relatório você consegue verificar quais são os produtos mais adicionados, quais são os produtos mais desejados e com essas informações você consegue criar ações de e-mail marketing.

Muitas vezes você tem um produto que você gostaria de encerrar o estoque, ao invés de criar uma promoção na loja inteira, olhe a lista de desejos. Baseado na lista, veja o cliente e mande um e-mail com um cupom de 10% de desconto informando que o cliente tem 48h para usar o cupom naquele determinado produto, crie uma urgência com uma oportunidade única.

Utilize a lista de desejos como um aliado, onde você conhece em primeira mão quais são os próximos passos para vender um produto.

Agora conheça 3 dicas para aumentar as vendas.

1º Dica

Dados nunca mentem, os dados são extremamente valiosos, através do relatório você consegue ver quais produtos os clientes mais desejam, mas não estão comprando. Analisar esse comportamento nas listas dos clientes é se preparar para ações direcionadas, informar promoções, redefinir preços e criar estratégias de marketing.

2º Dica

Personalize o ícone e texto de acordo com o design da loja, a informação precisa estar visível e de fácil acesso para o cliente.

3º Dica

Compartilhar sua lista de desejos pode gerar muito tráfego para sua loja virtual, torná-la compartilhável é uma maneira de atrair novos clientes, divulgue nas redes sociais!

As listas de desejos são valiosas para sua loja virtual e podem fazer uma grande diferença nas suas estratégias de marketing.

Boas vendas!

Este artigo foi escrito por Adriano Yamuto, da equipe de desenvolvimento do Fastcommerce.    

3 Dicas para Aumentar as Vendas com a Lista de Desejos

terça-feira, 8 de setembro de 2020


Com o isolamento social, as lives são cada vez mais utilizadas para shows, aulas, palestras etc.

Chegou a vez de usar a força das lives nas lojas virtuais!

Funciona assim: um vendedor ao vivo, em vídeo de tela cheia e cercado por ícones da loja, responde às perguntas enviadas via chat pelos visitantes:





Veja um exemplo de vendedora conversando por vídeo com os visitantes da perfumes.com.br, que enviam suas perguntas por chat. 

Com a loja ao vivo você pode tirar dúvidas, divulgar lançamentos, oferecer descontos especiais e muito mais!

A loja ao vivo permite uma experiência inovadora na compra online, unindo o atendimento personalizado de um vendedor em pessoa à praticidade da loja virtual.

No Fastcommerce é possível utilizar gratuitamente o recurso da loja ao vivo. Veja os passos.

Boas vendas!

Quem sabe faz ao vivo!

quarta-feira, 2 de setembro de 2020


Ter uma boa usabilidade na loja é um dos pontos-chave para ter uma boa conversão. Um dos principais elementos para isso, são os filtros de busca.

Afinal diferente da loja física, na loja virtual o cliente não conta com um vendedor à sua disposição para encontrar “aquele produto” que está procurando.

Quanto o cliente já sabe o que quer, ele deseja encontrar isso rapidamente e para isso recorre a "busca" da loja. Se ele encontra o produto, há grandes chances de concretizar a transação. Por outro lado, quando a ferramenta não funciona, os clientes tendem a decepcionar-se.

Muitas lojas não oferecem um bom recurso de busca, por exemplo, o cliente faz uma pesquisa por um termo e a página apresentada contém muitos produtos, quanto o cliente clica num deles para ver seus detalhes, mas volta para a página anterior, o navegador o posiciona no topo da página e não no ponto em que ele estava! Ou seja, o cliente fica perdido, desiste da compra e vai para outra loja.

No entanto, se você utiliza em sua loja o recurso de filtros atrelado ao recurso de busca, sua loja facilitará muito a vida de seus clientes! Veja abaixo mais um exemplo:

Seu cliente acessa sua perfumaria e procura por um perfume cítrico. São encontrados 450 produtos. Em seguida, ele restringe esta busca (sem fazer outra) pela grife Calvin Klein. São listados 80 produtos. Depois ele quer ver somente os produtos de até 50ml da busca anterior e são filtrados 20 produtos. E assim, por diante. Ou seja, quanto mais filtros cadastrados, mais fácil ficará para seu cliente encontrar o produto desejado e maiores serão as chances de ele finalizar a compra.

Os filtros de busca também funcionam bem para as lojas com alto volume de produtos, pois o mecanismo de busca representa um papel ainda maior. Mas para funcionar de forma correta é necessário configurar perfeitamente os filtros, pois são eles que ajudarão o cliente a refinar sua busca e encontrar o item desejado.

Para definir os filtros é importante utilizar as informações obtidas do fornecedor, detalhar as características dos produtos e, sobretudo, pensar em como o cliente realizaria a busca na loja.

O uso dos filtros se aplicam aos mais variados segmentos. Tudo dependerá do segmento da loja, como de sua gama de produtos e, claro, do comportamento de seu consumidor.

Organizar os seus produtos em categorias e destacar as características de cada um deles, pode parecer trabalhoso, mas as suas vendas realmente dependem disso. Além de entregar uma melhor navegação para o seu cliente, sua loja também será mais bem ranqueada no Google, já que são destacadas as palavras-chaves que orientam a pesquisa do cliente. Invista seu tempo nesta tarefa que os resultados certamente irão aparecer!

É lojista Fastcommerce? Clique aqui e veja como facilitar a busca dos produtos em sua loja.

Boas vendas!

Este artigo foi escrito por Luciana Hamassaki, da equipe de Marketing do Fastcommerce.

Aumente suas vendas com o filtro inteligente!

quarta-feira, 26 de agosto de 2020


Comprar em lojas virtuais para algumas pessoas pode parecer um pouco impessoal.

Tudo está baseado em olhar uma tela, procurar produtos e adicionar ao carrinho. Os visitantes acabam não tendo uma experiência de compra e todos os benefícios que realmente uma loja virtual pode oferecer.

Muitos clientes desejam uma experiência similar quando entram em uma loja física. Todos querem a mesma atenção e cuidados, desejam ser bem atendidos, ter indicações de produtos, promoções, conversar e tirar dúvidas com a vendedora.

Algumas lojas virtuais ainda não criaram uma experiência para o cliente e agora vamos te ajudar a oferecer uma experiência personalizada.

Conheça 4 dicas para resolver esse pequeno problema.

1) Aprenda sobre seus clientes
A primeira dica é conhecer os clientes. Através de ferramentas como o Google Analytics é possível identificar o usuário, qual é faixa etária, sexo, onde mora, qual é o comportamento ao navegar na loja virtual, etc.

Se você ainda não conhece o seu cliente ou ainda não tem, crie uma persona, isso facilitará muito sua vida.

2) Página de Contato
Toda loja virtual tem uma página de contato e você consegue acessar através de um link entre em contato, fale conosco ou simplesmente contato. Se não existir essa página, você pode ter certeza que vai irritar o seu cliente!

Na página de contato verifique se há todas as informações para o cliente entrar em contato.

  • Formulário de contato
  • Endereço
  • Número de telefone
  • Número do WhatsApp
  • Horário de funcionamento

Se sua loja virtual tem uma loja física, conheça sobre o SEO Local.

3) Chat e WhatsApp
O cliente deseja tirar qualquer dúvida ou conversar em tempo real, o Chat e WhatsApp traz grandes benefícios para você e para o cliente. Ao responder as perguntas instantaneamente, você pode ajudar o cliente a sanar todas as dúvidas e até aumentar a conversão.

Dependendo do sistema de chat que for utilizar, você acompanha exatamente em que local da loja virtual o cliente está e visitou. Se ele está mais tempo em uma determinada página, você consegue mandar uma mensagem perguntando se ele está com alguma dúvida.

Dessa forma você consegue resolver a dor do cliente de forma quase instantânea e acaba conhecendo mais sobre o comportamento do visitante. Conheça abaixo três sistemas de chat.

JivoChat
Tawk
Zendesk

4) Mídias Sociais
Atualmente as mídias sociais são parte de nossas vidas, seja pessoal ou profissional. Ela é uma excelente maneira de conversar com os clientes. O Chat e WhatsApp são similares, a conversa com o cliente ocorre em tempo real também.

Só tenha cuidado como você vai abordar o cliente, não seja evasivo e atenção redobrada para o que for postar.

No formulário de cadastro do cliente ou no formulário de contato, crie um campo perguntando se o cliente gostaria que esse canal seja de contato direto.

Todas essas 4 dicas são formas de se aproximar do cliente, pense em sempre deixar o cliente por perto!

Boas vendas!

Este artigo foi escrito por Adriano Yamuto, da equipe de desenvolvimento do Fastcommerce. 

4 Dicas para Oferecer uma Experiência Personalizada para o Cliente

quarta-feira, 19 de agosto de 2020


Você já chegou a se perguntar, por que meus clientes estão abandonando minha loja virtual?

Após analisar os dados, você identificou que os visitantes abandonam sua loja virtual antes do previsto, muitos não chegam no carrinho para finalizar uma compra.

Você fez uma análise de mercado, os preços são competitivos, existe uma política de frete grátis para compras acima de um determinado valor, sua loja é acessível para Mobile, Tablet e Desktop. Neste primeiro momento tudo está de acordo como o planejado.

Agora vem a pergunta, o que está acontecendo?

Se sua loja utiliza o Google Analytics, um estudo é analisar a Taxa de rejeição, a rejeição é calculada especificamente como uma sessão que aciona uma solicitação única ao servidor. Isso ocorre, por exemplo, quando um usuário abre uma única página da sua loja virtual e, em seguida, sai sem acionar outras solicitações ao servidor do Google Analytics durante essa sessão.

O Google Analytics disponibiliza diversos relatórios, eles dizem muito e requer um conhecimento saber ler esses relatórios.

  • O Relatório de visão geral do público fornece a taxa de rejeição geral do seu site.
  • O Relatório de canais fornece a taxa de rejeição de cada agrupamento de canais.
  • O Relatório de todo o tráfego fornece a taxa de rejeição de cada combinação origem/mídia.
  • O Relatório de todas as páginas fornece a taxa de rejeição de páginas individuais.

Se sua taxa de rejeição for alta, analise com mais detalhes para verificar se esse resultado é uniforme ou se isso é causado por um ou dois canais, determinadas combinações origem/mídia ou algumas páginas.

Por exemplo, se o problema for causado por páginas específicas, analise se o conteúdo delas está relacionado para atrair os usuários a essas páginas e se elas fornecem instruções claras para as próximas etapas que você deseja que os visitantes realizem. Nesse momento, entra o Mapa de Calor (heat map).

O que é um Mapa de Calor?

O Mapa de Calor é uma representação gráfica de dados em que os valores são representados por cores e são mostradas através de uma representação quais pontos possuem uma maior atividade por parte dos visitantes.

Os mapas gerados por cada página facilitam a visualização, você tem acesso como o usuário navega na página com o mouse (desktop e notebook) ou dedo (mobile e tablet), se usou barra de rolagem, onde clicaram, etc...

Como as informações são mostradas?

O mapa é gerado através de um espectro de cores, do frio (azul) onde tem menos acesso, até o mais quente (vermelho).

Quais são os tipos de Mapa de Calor?

Mapa de Rolagem: Mostra a porcentagem exata de pessoas que utilizaram a barra de rolagem, isso é importante porque identifica se as páginas longas são visualizadas pelos clientes.

Mapa de Cliques: Mostra onde os visitantes clicam com o mouse e tocam com o dedo em dispositivos móveis. É uma visualização de alta resolução que permite ver cliques individuais, cada um representado por um ponto colorido no relatório.

Mapa de Movimento: Mostra onde os usuários navegam com o mouse e pausam o mouse enquanto navegam na página. Os pontos quentes em um mapa de movimento representam onde os usuários colocam o mouse em pausa. Isso significa que um mapa de movimento fornece uma indicação de onde as pessoas podem estar olhando enquanto estão na página.

Todos esses tipos são úteis e eles trabalham juntos, pois eles ajudam a investigar o que ocorre com a página.

Conheça 5 Ferramentas de Mapa de Calor

  1. Hotjar
  2. CrazyEgg
  3. Mouseflow
  4. Heatmap.me
  5. SessionCam
Comece hoje a utilizar um Mapa de Calor na sua loja e aproveite todos os benefícios!

Boas vendas!

Este artigo foi escrito por Adriano Yamuto, da equipe de desenvolvimento do Fastcommerce. 

Melhore sua Loja Virtual com Mapa de Calor

quarta-feira, 12 de agosto de 2020


Uma combinação perfeita é a junção de um produto com um excelente vídeo para mostrar todo o seu potencial.

O vídeo está em ascensão nas lojas virtuais, nas redes sociais ele é dominante. Segundo os últimos dados, o Youtube está na primeira posição de site mais acessado do mundo, com uma visualização mensal de 1,625,928,544.

Hoje não há mais mistérios para os lojistas, eles sabem que vídeos podem aumentar as conversões, as taxas de cliques e o tráfego.

A Forbes realizou uma pesquisa e 64% dos entrevistados afirmaram que têm uma maior probabilidade de comprar um produto depois de assistir um vídeo sobre ele.

O vídeo prende a atenção do usuário e os visitantes são atraídos por esse método de publicidade. O vídeo consegue mostrar com mais clareza as informações e características do produto, que serão valiosas na hora de fechar um pedido.

O formato é muito favorável porque permite de forma fácil o compartilhamento através de rede sociais (Facebook, Twitter, Instagram) e aplicativos de mensagens (WhatsApp, Telegram e Viber).

Conheça 3 maneiras de incorporar vídeos na sua loja

1) Demonstração do Produto
Criar um vídeo demonstrando como funciona o produto são alguns dos vídeos mais úteis e assertivos para adicionar na loja virtual. Dessa forma é possível listar e exemplificar os recursos e de como ele é utilizado.

  • Permite que os consumidores vejam o produto de um ângulo de 360 graus
  • Destacar e explicar os principais recursos
  • Responda a perguntas comuns do cliente

2) Cultura da Empresa
Um ótimo vídeo é mostrar a cultura da sua empresa, esses vídeo podem ser publicados na página Quem Somos, e nas mídias sociais.

  • Crie uma narrativa em torno da sua marca e conte histórias sobre o seu produto
  • A videografia parece mais um filme ou curta-metragem
  • Ótimo para suas plataformas de mídia social


3) Tutoriais
Se sua loja oferece produtos onde os clientes compram para criar, ou até para encaixar em outro produto, crie vídeos de bricolage. Ensine criar um laço, uma caixa de presente, uma estampa...

  • Aprofundar-se nos recursos de um produto e demonstrar como usá-los
  • Tipo de vídeo popular para mídia social
  • Deixe os clientes animados com tudo o que seu produto pode fazer


Estatísticas de vídeos online

  • Em 2021 as pessoas gastaram em média 100 minutos por dia assistindo vídeos
  • Em 2022, 82% de todo o tráfego da Internet dos consumidores virá de vídeos.
  • 55% das pessoas assistem a vídeos todos os dias e 78% das pessoas assistem a vídeos toda semana

Fontes: Smartinsight, Cisco, HubSpot


Melhores Práticas para criação de vídeos

  • Planeje e programe vídeos com antecedência para ter tempo suficiente para editá-los.
  • Produza vídeos diários para que os clientes se acostumem com o seu novo conteúdo.
  • Atualize vídeos regularmente à medida que novos recursos do produto são lançados.
  • Envie a qualquer pessoa em destaque em seus vídeos um link para eles assim que estiverem fora, para que eles possam compartilhá-los com suas redes.
  • Mantenha a marca consistente com a mesma tela de introdução e gráficos para cada tipo de vídeo.


Não perca tempo e comece a produzir vídeos para sua loja virtual!

Boas Vendas!

Este artigo foi escrito por Adriano Yamuto, da equipe de desenvolvimento do Fastcommerce.    

A Importância do Vídeo para Aumentar as Vendas

quarta-feira, 5 de agosto de 2020


A maneira mais fácil de se destacar perante seus concorrentes é criando um conteúdo exclusivo e único.

Infelizmente uma pequena parcela de lojistas possuem a mentalidade que basta oferecer produtos ou serviços que será o suficiente para atrair a atenção dos clientes.

Isso funcionava há 5, 6, 7 anos atrás, hoje o mundo está diferente, o conteúdo exclusivo prende a atenção do cliente, o que aumenta o tempo de permanência na loja virtual.

As palavras são ferramentas fundamentais no e-commerce. Usadas de maneira eficaz, elas criam uma proposta de venda atraente que não apenas convence os clientes a comprarem, mas as faz voltarem.

Nem tudo são flores, se não souber utilizá-las, você pode levar os clientes para o seu concorrente. Todo cuidado é pouco, pense, escreva e revise!

O conteúdo exclusivo é uma excelente forma de apresentar o seu negócio para novos clientes, você pode chegar até eles das seguintes formas:

- Descrição diferenciada e única
- Vídeo no Youtube
- Postagem no Instagram e Stories
- Artigo no Blog
- E-mail marketing

Criar um conteúdo único vai fazer diferença na indexação das suas páginas de produtos ou landing pages e tudo vai depender da sua estratégia.

Como esse conteúdo será exclusivo, você evitará ter um conteúdo duplicado. Muitas vezes esse conteúdo já está pronto, ele foi fornecido pela distribuidora, revendedora ou através de outros meios.

O que acontece é que esse conteúdo também foi fornecido para os seus concorrentes, isso torna-se um conteúdo duplicado e você poderá até prejudicar sua indexação por usar um conteúdo igual.

O objetivo por trás do conteúdo exclusivo é atrair tráfego, links e principalmente conversões.

Pensando em estratégias, você precisa ganhar o chamado efeito secundário. O que isso quer dizer? É ter compartilhamentos em redes sociais, menções em artigos ou postagens em blogs, propaganda boca a boca e o céu é o limite!

O conteúdo exclusivo tem vários propósitos, veja 6 deles:

1) SEO: Melhorar sua indexação
2) Construir um público: O conteúdo exclusivo pode reter público para um lojista
3) Como utilizar o produto (ajuda): Guias de instruções e outras informações podem ajudar a mostrar como os produtos funcionam e levar os clientes ainda mais longe no funil de compras.
4) Redes sociais: Em vez de apenas postar produtos e ofertas, o conteúdo único dá às marcas novas possibilidades de postagens.
5) Vendas: Não se trata apenas de vender, mas o conteúdo pode ajudar a destacar e aumentar a conscientização sobre os produtos. 
6) Aumente o conhecimento da marca.

Olhando para SEO, veja no que um conteúdo exclusivo pode ajudar:

- Indexação mais alta
- Aumentar tráfego orgânico
- Estratégias para palavras-chave
- Evitar conteúdo duplicado
- Melhorar a taxa de retorno do cliente
- Mais conversões
- Se destacar dos concorrentes
- Seja uma autoridade de conteúdo
- Crie confiança com seus clientes
- Mantenha o conteúdo atualizado

Escrever descrições detalhadas e exclusivas dos produtos ou landing pages é uma excelente maneira de conquistar os clientes.

Boas Vendas!

Este artigo foi escrito por Adriano Yamuto, da equipe de desenvolvimento do Fastcommerce.    

Faça Você Mesmo - DICA #3 Conteúdo Exclusivo

quarta-feira, 29 de julho de 2020


Qualquer cliente que visite uma loja virtual espera no mínimo um bom atendimento. Nos tempos atuais isso é padrão para qualquer empresa, mas isso não basta para reter o cliente.

Quando o cliente entra em contato, ele quer tirar uma dúvida, perguntar se o produto tem em estoque, qual seria o prazo de entrega, se é possível retirar o produto no local físico e tantas outras possibilidades.

Ao responder o cliente de forma rápida, eles retornam à sua loja virtual. O que acontece se você demorar para responder?

A resposta é, você perderá o cliente.

Com um mundo de possibilidades (concorrentes) dificilmente o cliente vai te dar uma segunda chance, a primeira impressão já ficou.

Como não é fácil reter os clientes e você descobre que alguns clientes estão voltando para sua loja virtual é importante fazer algo para mantê-los.

Isso porque custa mais obter novos clientes do que manter os existentes, veja alguns exemplos para manter o cliente.

Dica #1

- Disponibilize um brinde na próxima compra
- Ofereça frete grátis
- Dê um cupom de 10% de desconto

A ideia é sair de um atendimento bom para um atendimento excelente. Para se destacar perante seus concorrentes, você deve fornecer o melhor suporte possível e através de diversos meios.

Dica #2 

- Responda em até 4 horas
- Disponibilize o atendimento via chat online
- Disponibilize o atendimento via WhatsApp ou Telegram
- Ofereça atendimento telefônico (informe o horário)
- Disponibilize o atendimento através das redes sociais

Os clientes são impacientes, eles querem respostas rápidas. Você empresário quando necessita de um atendimento de terceiros, você quer que esse atendimento também seja rápido.

Estabelecer um relacionamento é a chave para o sucesso, conforme os exemplos acima, existem diversos meios de como se comunicar, utilize todos se possível. O importante é saber absorver as críticas também.

Escute o que eles têm a dizer, essa é a melhor maneira de receber feedback e aperfeiçoar o negócio.

Dica #3

Confiança é tudo, isso é bem simples. Quanto mais clientes confiarem na sua marca, maior será sua chance de aumentar as vendas.

O reconhecimento da marca tem um impacto direto nas vendas, para criar uma marca positiva, você precisa se concentrar na qualidade.

São três dicas que a loja pode começar hoje mesmo, a loja virtual que expandiu esse horizonte se chama Zappos.

No início eles entenderam que o cliente é o rei e criaram toda uma cultura no suporte ao cliente. Eles são conhecidos mundialmente e possuem até cursos, conheça um pouco sobre o Zappos Insights - The Power Of Culture.

Como BÔNUS, conheça 10 coisas a saber sobre o serviço ao cliente Zappos.

1) Informações de contato fáceis de serem encontradas
2) Número ilimitado de chamadas
3) Colaboradores amigáveis e orientados para a solução
4) Você não aguarda na ligação
5) Não tem scripts nas conversas
6) Central de atendimento 24/7
7) Colaboradores capacitado para ajudar
8) Política de devolução de 365 dias
9) Frete e devoluções grátis
10) Sem upselling
fonte: Zappos

Lembre-se, comunicação é tudo!

Boas vendas!

Este artigo foi escrito por Adriano Yamuto, da equipe de desenvolvimento do Fastcommerce.   

3 Dicas para Aprimorar o Suporte ao Cliente

 
Fastcommerce | Crie sua loja virtual © 2016 - Templateism.com