quarta-feira, 15 de janeiro de 2020


No Fastcommerce é possível realizar vendas e criar estratégias para os dois tipos de público: Atacado (B2B) e Varejo (B2C). Além disso, também é possível vender com preços comuns ou distintos.

Podemos definir o mercado de Atacado para clientes que possuem CNPJ (pessoa jurídica), esses geralmente irão realizar compras em grandes quantidades e por custos menores.

O mercado de Varejo definimos como usuários finais, clientes que possuem CPF (pessoa física), esses realizam compras unitárias ou em pequenas quantidades e por custos maiores.

Uma dica importante é definir o seu público-alvo, além de criar regras e deixá-las claras ao consumidor. Cada tipo de venda requer estratégias e comunicação diferentes.

Outra dica é estudar a concorrência, isso significa que você está em busca das melhores práticas do mercado e vai conseguir segmentar melhor o seu público além de aplicar preços de acordo com os seus concorrentes.

Dependendo da sua estratégia de vendas, é possível definir o nível de acesso para o seu cliente, isso significa que você pode realizar uma análise do cadastro de seu cliente, restringir a lista de compras, preços, carrinho e liberar após a venda após essa análise.

A sua loja deve conversar o tempo todo com o consumidor, enviar e-mails personalizados, atendimento humanizado, ofertas exclusivas de acordo com o histórico do seu cliente, enviar um cupom de aniversário, disponibilizar material/curiosidades que agregam valor ao seu produto ou serviço são ações “chave” para o sucesso de seu e-commerce. Não é novidade que o consumidor deixou de apenas comprar um produto, é preciso disponibilizar informações relevantes que possam chamar a atenção de quem está comprando.

O Fastcommerce disponibiliza recursos exclusivos para que você possa atender o seu cliente e diferenciar o seu público. Para mais detalhes sobre essas funcionalidades clique aqui. Para dúvidas em como realizar essas configurações, fale com a nossa equipe!

Boas vendas!

Este artigo foi escrito por Ana Paula Zamboni, da equipe de Marketing do Fastcommerce

Loja virtual para atacado (B2B) e varejo (B2C)

quarta-feira, 8 de janeiro de 2020

Vender através de Marketplace pode ser muito promissor para as lojas, principalmente para as lojas iniciantes que desejam aumentar a presença no mercado e ganhar a confiança do consumidor.

Os Big Players (Submarino, Americanas, Netshoes, MercadoLivre) já estão estabelecidos no mercado e eles podem oferecer acesso rápido aos produtos para milhares de novos clientes.

A principal vantagem em vender nos Marketplaces é o fortalecimento da marca da sua empresa. A confiança da marca é um dos maiores fatores nas decisões de compra dos consumidores, além de oferecer um preço competitivo.

Dependendo do nicho de mercado a concorrência será muito grande e por essas razões é necessário criar estratégias para destacar seus produtos.

Conheça 3 dicas para potencializar suas vendas!

1º Dica: Keywords (palavras-chave)

Coloque suas principais palavras-chave no nome do produto e na descrição, considere o CTR (Click Through Rate) também. Quanto maior a taxa de cliques, maiores serão os benefícios.

A conta é bem simples, é o número de cliques dividido pelo número de vezes que ele foi exibido (cliques ÷ impressões = CTR).

Por exemplo, se o produto têm 10 cliques e 500 impressões, seu CTR (Click Through Rate) seria de 2% (10 ÷ 500 = 2%).

Além disso, o nome do produto influencia a URL. Verifique se a palavra-chave está na URL e como o canonical link é montado.

O canonical é a URL da página que o Google considera a mais representativa de um conjunto de páginas no seu site ou no Marketplace.

Exemplo:
<link rel="canonical" href="meu-produto-palavra-chave-id-777888555" />

2º Dica: Imagens

As imagens em alta qualidade são a melhor maneira de convencer seus clientes a comprarem um produto. Os Marketplaces possuem regras e uma delas é que as fotos sejam de qualidade profissional.

Um fator importante para chamar a atenção do usuário e aumentar as chances de conversão é mostrar o produto em diversos ângulos. O recomendado são de pelo menos 3 imagens ou mais. Quanto mais melhor!

Conheças as diretrizes para tirar excelentes fotos:

1) Use um pano de fundo, EVA (espuma vinílica acetinada) ou cartolina para destacar seu produto.

2) Desligue o flash da câmera e use iluminação difusa e suave.

3) Use um tripé e mantenha sempre a mesma posição.

4) Tire fotos em alta resolução para que seu produto fique atraente em telas grandes e pequenas.

5) Preencha o quadro (frame) visor da câmera com seu produto.

6) Fotografe o produto de todos os ângulos.

7) Dependendo do produto e do seu nicho de mercado, exiba a escala do seu produto comparando com outros itens do nosso dia a dia.

8) Fotografe as cores naturais do seu produto, evite ao máximo o uso de filtros.

3º Dica: Avaliações


As avaliações são o ponto chave para seu produto se destacar ainda mais. Elas são importantes porque fornecem uma verificação na qualidade dos produtos, do primeiro contato do usuário através da imagem do produto até o recebimento do mesmo.

Os novos produtos se esforçam para se classificarem de forma orgânica nas primeiras páginas dos Marketplaces. Para o seu produto se destacar é recomendado ter no mínimo 10 avaliações de 5 estrelas, ter pelo menos 5 avaliações com 4 estrelas e que as avaliações sejam verificadas pelo Marketplace que você está vendendo. Ou seja, se um cliente comprar, seria muito interessante que o mesmo avaliasse o produto. Ao solicitar uma avaliação, solicite de forma imparcial.

Não perca a oportunidade de vender mais produtos e fortaleça sua marca em todos os canais de vendas.

Bons negócios!

Este artigo foi escrito por Adriano Yamuto, da equipe de desenvolvimento do Fastcommerce.

3 Dicas para vender mais no Marketplace

quarta-feira, 18 de dezembro de 2019


A pesquisa de satisfação do cliente é a melhor forma de saber se os objetivos da sua loja virtual estão sendo atingidos.

Ao medir a satisfação do cliente, é possível entender os pontos de melhoria e dar feedback para os clientes insatisfeitos. Assim, você aumenta a fidelização dos clientes, encontra novas oportunidades e entende os desafios que precisam ser trabalhados.

Existem várias maneiras e técnicas para executar a pesquisa de satisfação. Separamos as três metodologias mais comuns.

1. Customer Satisfaction Score (CSAT)

Esse é o modelo de pesquisa mais direto, pois ele mede a satisfação do cliente. Essa métrica pode demonstrar a satisfação do cliente com a loja (empresa), com o produto ou com um serviço.

A pergunta mais comum é: “O quão satisfeito você está com a experiência?”. A resposta é medida em escalas com notas que podem ser de 1-3; 1-5 ou 1-10.

2. Customer Effort Score (CES)

Essa é uma métrica de pesquisa utilizada para medir o nível de esforço que o cliente teve para resolver um problema específico com a sua loja, como por exemplo em seu SAC (Serviço de atendimento ao cliente). Quanto mais esforço um cliente fizer, mais chance dele abandonar a sua marca/empresa.

3. Net Promoter Score® (NPS)

Esse é um modelo que auxilia sua loja a medir os níveis de lealdade do cliente. Esse método consiste em uma só pergunta:

Em uma nota de 0 a 10, o quanto você indicaria nossa marca/empresa a um amigo?”.

Esses são apenas alguns modelos de pesquisa. Na verdade existem diversas formas de coletar e interpretar os dados dos clientes. Vale ressaltar que também é possível enviar questionários, com perguntas diretas. Por exemplo, é possível enviar formulários aos clientes que fizeram pedidos na loja, para qualquer status (remetido, cancelado etc). Ou questionários com perguntas sobre o atendimento, tempo de entrega dos produtos etc.

O importante é sistematizar o feedback do cliente e assim melhorar a qualidade dos serviços prestados pela loja. Clique aqui e veja como enviar pesquisas de satisfação aos clientes, através de formulários.

Para a melhoria constante de sua loja virtual converse com o seu cliente. Lembre-se clientes satisfeitos atraem mais clientes!

Boas vendas!

Este artigo foi escrito por Luciana Hamassaki, da equipe de Marketing do Fastcommerce.

O cliente no comando - Pesquisa de satisfação

quarta-feira, 11 de dezembro de 2019


O SEO Local (Local Search Engine Optimization) é o processo de otimização da sua loja física para a presença online a partir de pesquisas relevantes.

Essas buscas ocorrem no Google ou em outros mecanismos de pesquisas, é uma maneira eficaz para indexar seu negócio, pois ajuda a promover os seus produtos e serviços para os clientes que naquele exato momento estão buscando por um produto X em determinada região.

Isso só é possível por uma variedade de métodos, alguns diferem do SEO tradicional que conhecemos.

Para ver se o SEO Local é para o seu negócio, você precisa responder duas perguntas:

1º) Sua empresa tem um endereço físico?

2º) Existe um "horário de funcionamento" onde os clientes podem te visitar?


Se respondeu SIM para as duas perguntas, você deve fazer o SEO Local imediatamente!

Para ter sucesso, é necessário seguir 4 etapas:

1º) Cadastre sua empresa no Google Meu Negócio
O Google Meu Negócio é gratuito e permite gerenciar como sua empresa física aparece nos produtos do Google, como o Google Maps e a Rede de Pesquisa.

2º) Faça a inclusão do NAP
O significado de NAP é (Name, Address e Phone Number), traduzindo para o português NET (Nome, Endereço e Telefone).

É um fator que influencia as pessoas a saberem mais sobre a empresa quando a mesma informa dados que vão ajudar os clientes. A ideia baseada no NAP é a loja ter citações, uma citação é a inclusão dessas informações em sites, artigos e postagens em blogs.

3º) Crie uma página com informações sobre a empresa
Essa página pode ser Sobre Nós ou até a página de Contato personalizada. Informe o endereço físico, horário de funcionamento, mapa de localização (Google Maps), fotos do local, etc.

4º) Ter avaliações é fundamental para se diferenciar dos concorrentes
Solicite para os amigos mais próximos que eles avaliem o seu negócio. Essa é uma excelente forma de estimular que outras pessoas avaliem seu negócio.

Para ficar tudo organizado, crie uma planilha com todas as informações sobre a empresa.
- Endereço
- Número de telefone
- Número do WhatsApp
- Horário de funcionamento
- Um explicação do que a loja vende
- Depoimentos de clientes
- Imagens
- Vídeos (Youtube)
- Links para as mídias socias (Facebook, Instagram, Twitter...)


Além do Google Meu Negócio, cadastre sua empresa nos diretórios Bing Places e Yelp.

Bons negócios!

Este artigo foi escrito por Adriano Yamuto, da equipe de desenvolvimento do Fastcommerce.


Sua empresa faz SEO Local?

quarta-feira, 4 de dezembro de 2019


Para garantir a competitividade de sua loja virtual no mercado é fundamental ter um controle eficaz de estoque.

A função de um estoque é armazenar certa quantidade de itens em algum local, por determinado período. O propósito é diminuir as incertezas quanto à entrada e à saída das mercadorias e contar com o produto para quando ele for solicitado/vendido.

Todo lojista sabe da importância de ter um controle de estoque eficiente e ativo. Sabemos que é uma tarefa desafiadora, no entanto, quando devidamente aplicado o controle de estoque pode ajudar a prever diversos acontecimentos e resultados. Afinal, monitorar com frequência as entradas e saídas dos produtos, te permite ter previsões de novas compras, possibilita movimentar mercadorias sem giro e inclusive reduzir perdas.

Para auxiliar no controle de seu estoque oferecemos um conjunto completo de ferramentas para acompanhar, controlar e otimizar o estoque de sua loja virtual.

Na ficha de cada produto é possível informar a quantidade disponível do estoque. A cada novo pedido o sistema atualiza automaticamente a quantidade do estoque.

É possível também cadastrar uma quantidade mínima em estoque de cada produto. Ao ser atingida quantidade abaixo deste mínimo cadastrado, um e-mail será automaticamente enviado para a loja virtual para avisar sobre a necessidade de reposição de estoque.

Além dessas facilidades de controle, o Fastcommerce oferece o recurso de aviso de disponibilidade de produtos. Essa funcionalidade permitir que os visitantes sejam avisados quando os produtos que no momento estão esgotados estiverem disponíveis na loja. Veja aqui como implantar.

E por fim, para ter um controle totalmente eficiente acompanhe os indicadores de seu estoque. São diversos relatórios de acompanhamento. Veja alguns exemplos:

- Produtos em estoque e remetidos:
Lista todos os produtos cadastrados, indicando quantidades em estoque e quantidades remetidas.

- Produtos que atingiram estoque informado:
Informa todos os produtos que atingiram determinada quantidade em estoque (ou menos).

- Produtos mais vendidos e produtos menos vendidos:
Lista os produtos mais/menos vendidos na loja virtual no período informado, ordenados por valor, preço ou lucratividade.

Com esse vasto panorama apresentado, você tem agora todas as ferramentas necessárias para fazer um controle de estoque eficiente e maximizar os seus resultados.

Boas vendas!

Este artigo foi escrito por Luciana Hamassaki, da equipe de Marketing do Fastcommerce.

Você gerencia seu estoque?

quarta-feira, 27 de novembro de 2019


A etapa mais importante e esperada em um e-commerce é quando o seu cliente fecha o pedido. Nessa fase, é necessária toda atenção e cuidado para a loja.

Para ajudar na organização da loja e gerenciamento de seus pedidos, o Fastcommerce dispõe de status para cada fase de um processo. É possível também automatizar esses status de acordo com o retorno de algumas formas de pagamento ou manualmente, e em cada status enviar uma mensagem para o cliente.

Além disso, é possível também gerir um fluxo de forma automática através de sistema externos de gestão.

Sendo esses status: Novo, Cancelado, Em aprovação, Pendente, Aprovado, Liberado e Remetido.

Quando a compra é iniciada o status é NOVO.

Até que tenha o retorno da forma de pagamento o status é alterado para PENDENTE.

Tendo o retorno da forma de pagamento e realizando a confirmação dos dados do cliente e análise de risco, pode ser alterado para EM APROVAÇÃO ou CANCELADO na segunda opção, caso a forma de pagamento não tenha aprovado ou o boleto não tenha sido pago.

Após conferir se o produto tem no estoque, pode alterar para APROVADO.

Conferindo todas as etapas o status deve ser alterado para LIBERADO.

E por fim, a última atualização deve ser para REMETIDO, ou seja, o pedido foi despachado para envio.

Todas essas etapas devem ser realizadas cautelosamente e enviada uma mensagem de acompanhamento do pedido para o cliente. Clique aqui e veja mais detalhes.

Caso sua loja ainda não realize essa gestão e precise de um auxilio de como automatizar, fale com nossos especialistas!

Boas vendas!

Este artigo foi escrito por Ana Paula Zamboni, da equipe de Marketing do Fastcommerce

Gerencie seu Fluxo de Pedidos

quinta-feira, 21 de novembro de 2019


Os ícones são elementos gráficos frequentemente usados em projetos. Eles ajudam a simplificar o design e dar mais clareza nas informações para os clientes.

A grande vantagem de utilizar ícones no design é que o próprio símbolo fala por si. No entanto, alguns desenvolvedores e designers acabam não levando em consideração um detalhe muito importante no desenvolvimento dessas telas, que é o tamanho do ícone. Ele deve ter no mínimo 1,0 cm de área clicável.

Caso essa recomendação não seja seguida o cliente pode ter uma má experiência de navegação na loja, pois ao tentar tocar com o dedo em um ícone pequeno, o link ao lado é ativado de forma involuntária e direciona o cliente para outra página.

Ofereça a melhor experiência de compra aos seus clientes. Aqui no Fastcommerce já oferecemos uma biblioteca de ícones vetoriais de alta qualidade disponibilizada pelo Google. Clique aqui e veja o passo a passo para implementar.

Veja também abaixo alguns benefícios na utilização dos ícones na experiência do usuário (UX)

1) Os ícones são facilmente reconhecíveis. Se usar ícones comuns, seus clientes os reconhecerá e ajudará na navegação.

2) Os ícones economizam espaço no design.

3) Os ícones são bons alvos de toque. O tamanho do ícone recomendado para dispositivos móveis é de 1cm x 1cm, um alvo ideal para tocar com o dedo.

4) Ícones são universais. O significado dos ícones pode ser facilmente entendido, mesmo que os usuários não falem seu idioma.

Você conhece a regra dos 5 segundos para ícones?

Se você levar mais de 5 segundos para pensar em um ícone, provavelmente ele será ineficaz no seu projeto e seus usuários não vão associar o que o ícone representa.

Os ícones têm um significado e devem sempre se comunicar com o cliente. Não use demais, eles não são para decoração, os ícones precisam estar em harmonia com o design.

Se estiver em dúvida no que o ícone representa, insira um texto abaixo do ícone para facilitar para o cliente o que ele representa.

E aí, gostou das nossas dicas? Compartilhe sua opinião com a gente!

Boas vendas!

Este artigo foi escrito por Adriano Yamuto, da equipe de desenvolvimento do Fastcommerce.

Design de ícones para telas sensíveis ao toque

quarta-feira, 6 de novembro de 2019


O e-mail marketing é uma ferramenta de baixo custo e que possibilita fidelizar os clientes. Além disso, um e-mail marketing bem planejado tem potencial para aumentar o tráfego e as vendas de sua loja e ainda fortalece sua marca.

O uso constante do e-mail marketing faz com que o cliente retorne várias vezes para a sua loja, o que aumenta suas chances de conversão.

Para realizar o envio do e-mail, você precisa do consentimento do destinatário. Tendo isso, basta criar suas campanhas que podem ser para informar sobre uma oferta da loja, ou fazer a divulgação de uma notícia ou reposição do estoque. Há também a possibilidade de realizar campanhas voltadas ao relacionamento com cliente, como as campanhas de fidelização e pesquisas de satisfação. As opções são infinitas!

A possibilidade de mensurar os resultados de uma campanha de e-mail marketing também coloca esta ferramenta em destaque, onde a tecnologia é usada como diferencial competitivo.

Aqui no Fastcommerce temos uma ferramenta que permite disparar e-mail marketing, além disso você sabia que ao criar sua loja aqui no Fastcommerce concedemos um crédito inicial equivalente a mil mensagens para sua loja conhecer esse serviço gratuitamente?

Sim! Esse crédito fica disponível no site administrativo de sua loja no Item Mensagens.

Acesse e crie campanhas de e-mail marketing a partir da lista de assinantes de newsletters da loja. Envie as mensagens para todos os assinantes ativos ou somente para alguns clientes selecionados, a partir de diversos critérios de filtragem.

Além dessa facilidade, oferecemos mais de 20 modelos de mensagens prontas, que podem ser utilizados como base para a personalização. Veja mais detalhes clicando aqui.

Após o envio não se esqueça de acompanhar os resultados nos diversos relatórios do Fastcommerce.

Utilize essa ferramenta e gere mais vendas!

Bons negócios! 

Este artigo foi escrito por Luciana Hamassaki, da equipe de Marketing do Fastcommerce.

Venda mais com o E-mail Marketing

quarta-feira, 30 de outubro de 2019


Você sabe o que é Funil de vendas?

É muito simples o conceito de funil de vendas, serve para entender como funciona a jornada dos seus clientes e a partir desses dados criar estratégias para a conversão.

Consiste em três etapas: O topo, o meio e o fundo do funil, você pode percorrer por todas elas inúmeras vezes em um processo.

Topo do Funil

Descoberta: A pessoa descobre que tem um problema.

Algumas características do Topo do Funil é o alto volume e baixa conversão. Por estar longe da decisão de compra, nesse momento, você tem que oferecer toda ajuda que for necessária.

Meio do Funil

Consideração: A pessoa entende que tem um problema e começa a busca para a solução do seu problema.

Algumas características do Meio do Funil é o médio volume e consideração para resolver o seu problema, consecutivamente está disposta a fechar o negócio. Nesse momento, está conectando o problema à venda e o importante é você ajudar na consideração.

Fundo do Funil

Decisão: O momento em que o seu cliente está no processo de aquisição do serviço e/ou produto.

Algumas características do Fundo do Funil é baixo o volume, porém, qualificado e nesse momento é preciso fazer o convencimento de compra, falar o quanto o seu produto e/ou serviço é bom e as vantagens.

O processo de decisão do seu cliente começa muito antes dele pensar em adquirir qualquer produto. Pensando nisso, e entendendo o conceito do Funil de vendas cada empresa deve estudar e criar suas próprias estratégias.

Para ajudar a sua loja nesse processo o Fastcommerce dispõe de um CRM completo, permitindo conhecer cada cliente de perto. Veja detalhes clicando aqui.

Boas vendas!

Este artigo foi escrito por Ana Paula Zamboni, da equipe de Marketing do Fastcommerce

Funil de vendas para o seu e-commerce

 
Fastcommerce | Crie sua loja virtual © 2016 - Templateism.com