quarta-feira, 24 de fevereiro de 2021

 


Para que qualquer tipo de comércio funcione bem, um dos principais pontos que devem ser avaliados já nas primeiras ações é a segurança da operação. No ambiente de e-commerce não é diferente, assim como em lojas físicas, a prevenção contra golpistas é essencial para o lojista não sofrer prejuízo financeiro.


O principal golpe aplicado no e-commerce é o chargeback, e consiste na compra feita por cartão de crédito, de maneira, aparentemente, normal. Mas, após receber o produto, o “cliente” mal intencionado solicita o cancelamento da cobrança diretamente na operadora do cartão.

Apesar disso, também pode acontecer o chargeback sem má intenção, onde o cliente ao se arrepender da compra ou ter qualquer tipo de problema em relação ao produto, solicita o reembolso diretamente na administradora do cartão sem contactar o lojista, tornando tudo mais moroso. 

Na maior parte dos casos, por se tratar de má intenção, a loja virtual não consegue recuperar o produto e, além de não ganhar em uma venda, fica com o prejuízo do  produto, dos custos de frete e operacionais.

Como evitar o chargeback?

A prática do chargeback é muito comum, e com a maior especialização dos e-commerces nas ações de prevenção, os golpistas têm inovado nas abordagens, executando de formas cada vez mais elaboradas nos e-commerces menos atentos. 

Para evitar que isso aconteça com sua empresa, listamos abaixo algumas boas práticas que dificultam a aplicação deste artifício e resultam em mais segurança para o  seu comércio eletrônico.

Invista no pós venda

É improvável que cem por cento das compras realizadas no seu e-commerce aconteçam sem imprevistos. Cor, tamanho, descrições e qualidade, são exemplos de fatores que podem fazer o cliente desistir da compra após o recebimento.

Para evitar que o cliente solicite o chargeback por estar insatisfeito, tenha alinhado com sua equipe de pós venda os principais fatores que colaboram para o desacordo, e definam um plano de contingência para evitar o chargeback.

Ainda que a venda seja desfeita, o processo de devolução do produto e reembolso diretamente pela loja é sempre menos moroso que o processo de chargeback. Além disso, seu cliente não se sentirá lesado e sua loja continuará bem vista por ele.

Tenha descrições detalhadas de cada produto

A descrição é o local onde o cliente busca todas as informações importantes para tomar a decisão de compra. Disponibilizar todas as informações de maneira clara e objetiva evita que o cliente compre o produto diferente do que espera e, consequentemente, solicite a devolução.

Para evitar isso, é importante que o campo de descrição de cada produto não seja simplesmente copiado do site do fabricante ou do concorrente, e sim, elaborado de forma a explicar dimensões e aplicações pertinentes.

Pense na melhor soft description

É provável que você já tenha aberto a fatura do seu cartão de crédito e achado estranha a descrição de alguma compra feita. 

A soft description é a forma que sua empresa aparece na mensagem de confirmação ou fatura de cartão de crédito do cliente. Ela é uma descrição limitada em caracteres, mas precisa ser bem feita, para facilitar a identificação da compra realizada.

Invista em prevenção ativa

A melhor forma de controlar as transações financeiras que acontecem no ambiente do e-commerce é através de um intermediador de pagamento. Além das vantagens administrativas, que facilitam a gestão do negócio, ele concentra maior variedade de opções de pagamento e o principal: segurança.

Antifraude

A vantagem central de um bom intermediador de pagamento é o mecanismo antifraude, que monitora todas as transações realizadas e, através de um algoritmo, avalia e reprova operações fraudulentas.

Além do monitoramento constante do antifraude a fim de evitar golpes, uma boa plataforma de intermediação de pagamento possui uma garantia em forma de seguro para os lojistas que, mesmo com o antifraude, acabam sendo  vítimas desses golpes, não acabem tendo um prejuízo financeiro.

Conclusão

As boas práticas de configuração, atendimento e descrições no e-commerce são essenciais para evitar o chargeback do cliente que apenas quer devolver o produto por algum tipo de insatisfação.

Na hora de escolher a plataforma que fará a intermediação de pagamento, é importante se atentar à empresa que oferece um serviço seguro e consolidado no mercado. O bom intermediador de pagamento evita fraudes e garante as transações através de um seguro.

O bom funcionamento do e-commerce depende, também, da segurança.

Escrito por Equipe Yapay

Boas práticas para evitar o chargeback

quarta-feira, 10 de fevereiro de 2021


 Afinal, o que é hotsite?

Na tradução literal do inglês, o termo significa “site quente”, o que não deixa de ser uma verdade quando se entende a sua proposta.

O hotsite é um site, só que menor e com menos páginas, mas que tem um foco específico em alguma campanha que a empresa esteja realizando, ou seja, um site paralelo que foi desenvolvido para uma ação de divulgação específica.

Vale ainda mencionar que o hotsite tem um período determinado de uso, geralmente de dias ou meses, enquanto um site institucional, por exemplo, é atemporal.

Características de um hotsite:
  • uso de subdomínio ou domínio adicional
  • estrutura mais compacta
  • forte apelo visual
  • foco em conversão

Quando usar um hotsite?


O hotsite é uma excelente ferramenta para suas estratégias de marketing. Com ele você consegue apresentar e dar destaque para um novo produto, fazer uma campanha, promoções e até mesmo reunir informações sobre algum evento que sua empresa esteja organizando.

Usar um hotsite em vez de investir em mais uma página no site oficial oferece diversas vantagens.

Abaixo, confira quais são as 3 principais.

- Destaque para a marca ou um produto.
Utilizar um hotsite aumenta a comunicação da empresa com o público. Além disso, proporciona destaque a um produto e permite segmentar, sem que haja a criação de uma persona específica.

- Personalização
Um hotsite oferece múltiplas opções de personalização, ou seja, você pode dar a ele o visual que quiser, sem necessariamente seguir os padrões de usabilidade de um site criado para ser funcional.

- Custo
Um hotsite é uma ferramenta criada para ficar no ar por um determinado período de tempo. Por isso, não tem custo de manutenção permanente.

Todo o conteúdo de um hotsite é focado na conversão. Por isso, escolha uma métrica e acompanhe os resultados. Essa é a única maneira de mensurar sua efetividade.
Por exemplo, acompanhe o número de cadastros, agendamentos, vendas, confirmações, visitas etc.

Quando bem aplicado, o hotsite se transforma em uma estratégia poderosa de marketing digital.

Boas vendas! 

Este artigo foi escrito por Luciana Hamassaki, da equipe de Marketing do Fastcommerce.

O que é hotsite?

quarta-feira, 3 de fevereiro de 2021


 Toda loja virtual tem suas características e a estrutura é similar. O logo no topo, slideshow com promoções, destacar os produtos por seções e o rodapé com informações.

A loja virtual é utilizada pelos clientes para comprar produtos ou serviços, portanto, a usabilidade é um assunto recorrente.

Sabemos o quão é importante para os clientes conseguirem o que desejam, seja em uma loja física ou em uma loja virtual.

Tudo isso se junta no que é chamado de experiência do usuário. Uma grande parte desse design é uma página de detalhes do produto que quando bem feita mostra tudo que você precisa saber sobre um produto ou serviço, sem ser chato ou complicado.

O cliente deve ser capaz de compreender os principais detalhes de um produto com uma rápida varredura da página e, em seguida, ser capaz de acessar detalhes adicionais quando desejar.

Infelizmente não é tão fácil quanto parece. Desenvolver uma página de detalhes do produto adequada é um esforço por si só. Para aqueles que desejam mergulhar mais fundo na experiência do usuário na página de um produto, aqui estão alguns elementos UX cruciais que você precisa examinar de perto para criar uma loja virtual no qual os clientes realmente querem comprar.

Nome do Produto
O nome deve ser legível à primeira vista. É basicamente a primeira coisa que o cliente deve ver, junto com a imagem do produto. O formato padrão do nome do produto deve conter o nome da marca, o número do modelo, o tipo de produto e qualquer outra designação que possa ter, e nada mais.

Isso é basicamente o que eles precisam fazer quando navegam ou pesquisam o que estão procurando, então, eles têm que ser descritivos e ao mesmo tempo curtos.

Imagem do Produto
Simples e frontal, a imagem do produto deve apresentar o produto da forma mais clara e com a mais alta qualidade possível. Se você puder tirar uma foto contra um fundo neutro, é ainda melhor. A desvantagem de comprar online é que você não consegue ver o produto fisicamente de perto ao navegar, então a próxima melhor coisa é ver uma imagem detalhada dele que lhe dê uma boa ideia de como ele se parece.

Além disso, certifique-se de que a imagem mostra as características mais marcantes do produto, pois isso pode ser um fator para fazer as pessoas entenderem o que é o produto e até mesmo fazer com que elas queiram comprá-lo.

Galeria / Mais Fotos
Ter uma galeria de imagens que mostram frontal, lateral e traseira, assim como outros acessórios, se for o caso, é praticamente o padrão hoje em dia. Muitas pessoas pensariam que uma foto não é mais o suficiente, já que você gostaria de ver como fica de outros ângulos. Portanto, se você realmente deseja fornecer uma boa experiência do usuário com sua loja virtual, deve se esforçar e ter uma galeria de imagens de produtos para que eles possam vê-la da forma mais completa possível. Se você puder mostrar sua escala, isso também seria ótimo.

Especificação
Esta é a parte mais detalhada da página do produto, pois contém a maioria das informações detalhadas sobre o produto.

Há muitas maneiras de fazer isso, como ter os detalhes em forma de tabela como a melhor maneira de fazer isso, bem como um ou dois parágrafos sobre o produto. Detalhes como número do modelo, dimensões, peso, cor e outros detalhes físicos e técnicos devem ser listados claramente em forma de tabela para melhor efeito.

Preço
Esta é uma parte muito importante da página do produto, pois o cliente precisa saber quanto custa o produto. O preço de venda deve ser destacado é facilmente visível, por isso deve ser suficientemente ampliado e colocado em algum lugar próximo ao nome e imagem do produto.

Se houver promoções ou descontos incluídos, o preço deve indicá-los para informar os clientes.

Botão Comprar
Claro, isso é algo com que você nunca pode cometer um erro em uma loja virtual. O botão deve estar claramente visível e em um lugar onde não atrapalhe os outros elementos. O cliente só precisa clicar nele quando tiver certeza de comprar, ou pelo menos colocá-lo no carrinho. Além disso, certifique-se de que o botão faz o que deve fazer e coloque o item desejado no carrinho, pois não há nada pior para a experiência do usuário do que coisas que não funcionam.

Lembre-se que o mais importante é como todos esses elementos pequenos, mas críticos, trabalham juntos para ajudar os clientes a comprar o que quiserem.

Boas vendas!

Este artigo foi escrito por Adriano Yamuto, da equipe de desenvolvimento do Fastcommerce.

Como Melhorar a Página de Detalhe do Produto?

quarta-feira, 27 de janeiro de 2021

 

O e-commerce visual refere-se ao uso de imagens não apenas nas páginas dos produtos, mas também em toda a sua loja para motivar os usuários a se envolver e converter.

As imagens precisam estar em alta qualidade e muito bem criadas para influenciar os clientes a comprar.

A loja virtual melhora a experiência do usuário, fornecendo conteúdo visual atraente, influente e que os estimula a comprar os produtos imediatamente.

Aqui estão alguns aspectos que são essenciais para uma empresa e como o comércio visual permite que você os acerte.

1. Engajamento do usuário
O comércio visual funciona com um conteúdo visual incrível. As pessoas adoram assistir a imagens atraentes e se envolver com conteúdo visualmente deslumbrante.

Todos nós sabemos que o conteúdo gerado pelo usuário ou o conteúdo gerado pela marca para a mídia social são muito coloridos e vibrantes. Integrá-los ao seu site pode torná-lo atraente e envolvente para os clientes. O conteúdo dinâmico e criativo também oferece variedade e novos conteúdos de vez em quando, dando aos visitantes da loja virtual mais conteúdo.

Paralelamente, o fato é que a integração do conteúdo gerado pelo usuário à loja virtual confere-lhe uma essência humana.  Os usuários podem ficar intrigados com questões como o que há de especial na marca e em seus produtos, que deixa os clientes tão felizes.

2. Prova Social
O que é prova social?

Prova de algo disponível publicamente nas redes sociais para que as pessoas possam acessá-lo e obter assistência. Quando as pessoas usam suas hashtags de marca e identificadores de conta em suas postagens de mídia social, elas geram prova social. Prova de que as pessoas estão usando os produtos daquela marca e gostando deles o suficiente para ir em frente e postar sobre eles. Essa prova pode fazer maravilhas para motivar os visitantes do site a se tornarem clientes.

Em seguida, você usará a mesma prova social para marcar seus produtos e exibi-los em seu site para sua estratégia de conversão de comércio eletrônico. Isso tornará seus produtos mais autênticos e atraentes para os usuários, o que o ajudará a aumentar o engajamento e as taxas de conversão.

3. Gera confiança
Quando falamos de negócios online, há muita concorrência. É a razão pela qual a confiança do usuário em sua marca é extremamente crucial para o crescimento de sua marca. Se os usuários confiarem em sua marca e em seus produtos, eles também indicarão sua marca para outras pessoas.

Isso influencia a confiança de outros usuários em sua marca. Os usuários podem ver o produto em ação e em uso, o que aumenta ainda mais o fator de confiança. Você deve ter ouvido o ditado "você confia no que vê", isso funciona no mesmo conceito, que é a essência do marketing visual.

4. Maior taxa de conversão
Estudos mostram que 1 em cada 2 compradores têm maior probabilidade de comprar depois de visualizar um conteúdo relacionado.

Quando as pessoas olham para tantos outros usuários usando seus produtos, isso permite que elas avaliem o produto em situações e planos de fundo da vida real. Eles podem confiar mais no produto e não hesitam em ir em frente e comprá-lo. O comércio visual dá a opção de comprar o produto a partir dessas imagens, o que evita atrasos e aumenta a certeza sobre sua decisão. Isso fornece às empresas online uma taxa de conversão mais alta.

5. Melhora o relacionamento marca-usuário
O relacionamento mais importante para qualquer empresa é o relacionamento com seus consumidores ou usuários. Um bom relacionamento marca-usuário significa que você está conquistando clientes mais leais que pensarão duas vezes antes de mudar para alguma outra marca.

Isso lhe dá a chance de ir em frente e fornecer uma experiência de consumo superlativa para seus usuários. Ao fornecer a eles vídeos e imagens de produtos em tempo real e em ação, você aprimora sua experiência de compra e julgamento.

Você também pode destacar algumas das melhores postagens de usuários em seu site e mencioná-las. Isso os motivará não apenas a criar conteúdo mais criativo, mas também permanecer leais à sua marca. Também irá inspirar outros usuários a criar conteúdo de boa qualidade para ser apresentado em seu site ou rede social. Dessa forma, você pode aprimorar os relacionamentos marca-usuário.

6. Deixar a loja cativante
Como já mencionei, ele lida com alguns visuais atraentes e vibrantes. Os visuais são a sua essência principal, que é a parte mais atrativa de qualquer loja virtual.

Trabalhar com galerias de compras atraentes e bonitas para os usuários aumenta a vibração do site por meio de visuais cativantes. Ajuda a marca a atrair os usuários e mantê-los engajados para explorar mais.

O comércio visual é o futuro do setor de comércio eletrônico e é uma boa ideia começar com ele imediatamente e ficar à frente da maioria de seus concorrentes. Portanto, se você está ansioso para aumentar suas vendas e contagem de usuários, comece agora!

Boas vendas!

Este artigo foi escrito por Adriano Yamuto, da equipe de desenvolvimento do Fastcommerce.

O E-commerce Visual Ficará Cada Vez Maior!

quarta-feira, 13 de janeiro de 2021

 


A página de detalhes do produto precisa transformar seus visitantes em potenciais clientes.

Um ponto chave na página do produto é a descrição. Ela pode parecer simples mas não é.

A descrição é o texto que acompanha e complementa o produto ou serviço. O objetivo é informar os clientes sobre o referido produto.

Há muitas coisas envolvidas na criação de uma descrição de produto, muitas descrições informam apenas características de um determinado produto ou serviço e este não é o único fator, você precisa criar uma descrição para impulsionar as vendas.

Conheça 3 práticas recomendadas para melhorar sua descrição.

1º) Texto

As descrições do produto não devem apenas informar, mas principalmente vender

Ao criar a página de detalhes do produto, você deve evitar a abordagem padrão para descrições de produtos.

Não pule os detalhes

É crucial para as lojas virtuais estarem cientes do nível de detalhe necessário para uma descrição de produto eficaz.

Normalmente, quanto mais informações importantes você pode incluir na página do produto, mais isso ajudará o comprador, que tem mais probabilidade de fazer uma compra, pois agora encontrou todas as informações de que precisa sobre um determinado produto ou serviço. Por outro lado, as descrições dos produtos que fornecem informações insuficientes apenas resultam em clientes menos satisfeitos e menos vendas.

Venda os benefícios, não o produto

Uma descrição de produto bem escrita se concentrará mais nos benefícios de um produto. Em outras palavras, a descrição do produto não precisa obstruir um problema ou situação.

O consumidor já sabe que tem um problema, e é por isso que está na página do seu produto em primeiro lugar. A página do produto que você cria é responsável por fornecer ao consumidor soluções para seus problemas.

É por isso que você precisa evitar palavras de preenchimento e ir direto ao assunto. Esses benefícios precisam ser facilmente digitalizáveis e, de preferência, sem jargões.

Use qualquer coisa para transmitir seu ponto de vista, que é que seu produto ou serviço é a melhor opção para seu cliente. Você pode fazer isso usando elementos como texto em negrito, letras maiúsculas, marcadores ou texto colorido para ajudar a transmitir sua mensagem.

Entenda seu público-alvo

Criar páginas de produtos que "falam" com seu público é mais fácil de falar do que fazer. Você primeiro precisa conhecer seu consumidor. Entenda seus problemas e preocupações e identifique seus pontos problemáticos (que seu produto resolve).

Ajude o cliente a imaginar como ele pode se beneficiar com o uso do seu produto.

Evite conteúdo duplicado

Imagine o seguinte: você está vendendo o produto 'A' em seu site de comércio eletrônico e criou uma descrição matadora. Agora, você tem o produto 'B', que é um produto um tanto semelhante, mas de uma marca diferente. Você pensa, "por que não usar a mesma descrição para os produtos 'A' e para o produto 'B', certo?" Errado.

O Google não gosta de conteúdo duplicado, mesmo que seja em um único site de comércio eletrônico. Na verdade, não é inédito os sites que recebem uma penalidade do Google por usarem conteúdo duplicado.

O problema que muitas empresas de comércio eletrônico enfrentam, especialmente quando oferecem dezenas de produtos, é a falta de tempo para construir páginas de produtos individuais.

2º) Imagens

As imagens desempenham um papel importante na decisão de compra. As imagens que você usa para complementar o texto na página do seu produto devem ser bem fotografadas e claras.

Imagens e SEO

As imagens que você usa na página do produto devem funcionar em conjunto com o texto, mas não é tudo. Você também precisa otimizar as imagens em suas páginas de produto usando alt tags que são usadas por leitores de tela para garantir que seus clientes tenham uma ideia do produto.

3º) Não se esqueça do Call to Action (CTA)

A terceira e última dica, é o call-to-action ou CTA. Esta é, de longe, a parte mais importante da página de descrição do produto e o único elemento que você precisa para ficar perfeito na primeira vez.

Depois de definir os elementos-chave do seu produto junto com seus benefícios e outras informações cruciais, você precisa arredondar tudo, fornecendo uma frase de chamariz clara para o cliente em potencial para dar-lhe aquele empurrão final na linha de chegada .

Para fazer isso, seu CTA precisa estar em um lugar de destaque na página do produto, onde seja facilmente reconhecível.

O tamanho, forma e cor do botão CTA

Embora um CTA bem projetado para a página do seu produto certamente não seja a única coisa que você deseja para o seu site de comércio eletrônico, focar nos elementos individuais de um CTA pode fazer toda a diferença para a página do seu produto. Nem é preciso dizer que a cor e o formato do CTA vão fazer uma grande diferença na página do seu produto. Na verdade, é amplamente considerado um dos componentes mais poderosos, e a página do seu produto não é exceção.

Escolher a cor de contraste certa tornará seu CTA facilmente perceptível, independentemente da quantidade de texto e imagens na página de um produto.

Quando se trata do formato do botão Call-to-Action, foi demonstrado que usar bordas circulares dá uma sensação amigável e segura, enquanto botões de borda afiada evocam a sensação de confiabilidade e convencionalismo.

Posicionamento CTA

Agora que você decidiu qual botão de CTA deseja usar, a grande questão é onde colocá-lo. Conforme mencionado, certificar-se de que o botão CTA apareça em uma área proeminente da página do seu produto, caso contrário, ele se tornará ineficaz.

Se você está oferecendo um produto simples, como roupas, talheres, você deve colocar o CTA acima da dobra.

Comece hoje fazendo os ajustes necessários.

Boas vendas!

Este artigo foi escrito por Adriano Yamuto, da equipe de desenvolvimento do Fastcommerce.

3 Dicas para converter visitantes em clientes

quarta-feira, 16 de dezembro de 2020

 


O Google Avaliações do Consumidor é um serviço gratuito que permite a você coletar feedbacks relevantes dos clientes que realizaram uma compra na sua loja virtual.

Segundo dados da Nielsen, 92% dos usuários confiam mais nas recomendações de um outro cliente em vez de uma marca.

As avaliações são essenciais para construir a confiança do seu público e levá-los a escolher sua empresa em vez da concorrência.

Antes de prosseguir, faça seu cadastro no Google Meu Negócio se ainda não o fez ou reivindique se já existir.

As empresas que solicitam comentários de forma proativa obtêm classificações mais altas (média de 4,34 estrelas) do que aquelas que simplesmente esperam por comentários não solicitados (3,89 estrelas).

Pedir avaliações aos clientes do Google também tende a produzir avaliações com uma porcentagem maior de avaliações de 5 estrelas. As avaliações não solicitadas, por outro lado, reivindicam uma parcela maior de avaliações de 1 estrela e com o tempo, a avaliação geral tende a cair.

Nem todos os comentários gerados serão positivos, mas não desanime. As análises negativas podem fornecer informações valiosas para a melhoria do negócio, enquanto as análises positivas podem reforçar as iniciativas em andamento.

Quando você tem uma variedade de avaliações, os clientes em potencial irão considerá-lo confiável e terão certeza de que você criará uma experiência positiva para eles também.

As avaliações fornecem ao seu público informações sobre o seu negócio.

Eles aprendem mais sobre quem você é e como trata seus clientes. Quando você tem muitos comentários, é mais provável que as pessoas se sintam confortáveis ao escolher sua empresa.

Mesmo as críticas negativas podem ter um impacto profundo! Na verdade, os consumidores passaram cinco vezes mais tempo em um site depois de interagir com comentários negativos, o que levou a um aumento de 85% na taxa de conversão.

As avaliações positivas são publicidade gratuita para o seu negócio. As pessoas compartilham suas experiências com todos os outros, que servem como propaganda e endosso para o seu negócio.

A melhor parte? É grátis!

Antes de sua empresa começar a pedir avaliações aos clientes, leve em consideração estes pontos:

Reivindique seu perfil do Google Meu Negócio 
Se você ainda não inscreveu sua empresa no Google, faça-o imediatamente. Caso contrário, você não conseguirá gerenciar as informações da sua empresa no Google Maps e na Pesquisa, ou responder aos comentários que podem surgir de suas solicitações de revisão.

Evite restringir as avaliações
O Google não quer que as empresas desencorajam ou proíbam comentários negativos ou solicitem seletivamente comentários positivos de clientes. Fique em conformidade com as diretrizes de bloqueio de avaliações do Google e, ao mesmo tempo, atenda à demanda cada vez maior por transparência e autenticidade nas avaliações. Deixe claro que os clientes podem deixar uma avaliação negativa para você se sentirem necessidade.

Responda aos comentários que você recebe
Os dados de avaliações de clientes mostram que 53% dos clientes esperam uma resposta de avaliação em 7 dias, mas até 63% dizem que nunca ouviram de uma empresa depois de deixar uma avaliação. Suas respostas podem melhorar imediatamente a percepção do consumidor sobre sua empresa, e dedicar um tempo para aprender especialmente como responder a avaliações negativas pode ajudar a reparar e melhorar a reputação online de sua marca.

Agora conheça as 4 dicas para obter comentários do Google!

1. Coloque um folder na caixa do produto enviada para o cliente
Se você quiser saber como aumentar as avaliações do Google, comece colocando folders em pacotes quando as pessoas compram produtos na sua loja virtual. Incluir um cartão físico para avaliar sua empresa pode ajudar a incentivar as pessoas a se lembrarem de avaliar sua empresa.

Um cartão físico é uma ótima maneira de fornecer um lembrete tangível aos compradores para avaliarem seu negócio.

Você não precisa tornar seu folder complicado. Algo simples como "Gostou de comprar conosco? Deixe um comentário em nosso perfil do Google!” e inclua o link para seu perfil de avaliação do Google. Você também pode incluir um código QR para que as pessoas possam lê-lo rapidamente e deixar um comentário.

2. Envie e-mails de acompanhamento do pedido
Se você deseja gerar mais comentários para o seu negócio, envie e-mails de acompanhamento para os pedidos. E-mails de acompanhamento são excelentes se você deseja que as pessoas avaliem sua empresa.

Ao enviar seu e-mail, adote uma abordagem pessoal, agradecendo ao cliente por comprar com você ou usar seus serviços.

Em seguida, diga a eles que você gostaria de receber feedback e peça que deixem um comentário em seu perfil do Google. Você pode anexar seu link personalizado ao e-mail para que eles avaliem sua empresa.

3. Responda a comentários
Uma das melhores maneiras de obter mais comentários do Google é responder aos comentários que você tem atualmente em seu perfil. Se as pessoas perceberem que você responde aos comentários, é provável que deixem um comentário porque sabem que você está ouvindo.

Você deseja responder a comentários, sejam eles positivos ou negativos.

Para comentários positivos, agradeça às pessoas por seus comentários e palavras positivas. Pode ser uma resposta simples como "Estamos felizes que você está feliz com nossos serviços!" será suficiente. Você reconhece que leu a crítica e está feliz que eles a deixaram.

Para avaliações negativas, ofereça uma solução. Se alguém não estiver satisfeito com seus serviços ou produtos, você pode oferecer uma alternativa para resolver o problema. Isso ajudará a aumentar a confiança de que você está ouvindo e pronto para ajudar a resolver os problemas das pessoas.

4. Kit de marketing do Google Meu Negócio
O site do Kit de marketing do Google Meu Negócio permite criar, fazer download e imprimir materiais de marketing personalizados. Com esses ativos, você pode transformar suas avaliações e informações comerciais em postagens sociais, adesivos e outras peças.

Aprender como obter avaliações do Google não é difícil, mas obter os resultados desejados com os métodos acima leva tempo. Contanto que você mantenha sua estratégia e, mais importante, leve o feedback do cliente a sério e o use para melhorar sua operação, seus comentários no Google podem chamar a atenção de mais clientes.

Esse é o poder da avaliação e as avaliações valem ouro!

Boas vendas!

Este artigo foi escrito por Adriano Yamuto, da equipe de desenvolvimento do Fastcommerce.    

4 Dicas para Coletar Avaliações por meio do Google Avaliações

quarta-feira, 9 de dezembro de 2020

 


Uma lista de e-mails é um ativo extremamente importante para qualquer empresa.

Ela permitirá que você se comunique com seus clientes. Através dos e-mails você consegue divulgar seus produtos, promoções, informações, atualizações sobre seu negócio, direcionar o tráfego para sua loja virtual, conteúdo extra, etc.

O maior desafio é fazer as pessoas se inscreverem e aumentar a lista. Muitos de nós recebemos e-mails diariamente e não estamos tão ansiosos para nos inscrever para receber mais e-mails, a menos que seja um motivo muito específico.

Segundo dados da Hubspot, sua lista de e-mail diminui naturalmente em cerca de 25% a cada ano. É por isso que é tão importante aumentar continuamente sua lista de e-mail e compensar esses assinantes perdidos.

Isso acontece porque os endereços de e-mail de seus clientes mudam conforme eles mudam de uma empresa para outra, optam por não receber mais ou abandonam aquele antigo endereço Yahoo que eles só usam para preencher formulários.

Com isso em mente, conheça 4 dicas para incentivar mais pessoas a se inscreverem e aumentar sua lista de e-mails.

1. Facilite a inscrição

Estudos mostraram que as taxas de adesão ao e-mail serão mais altas quando você solicitar pouca informação para que as pessoas possam se inscrever. Pedir informações demais vai matar sua taxa de adesão.

Para obter as melhores taxas, peça apenas o endereço de e-mail. Algumas empresas e profissionais de marketing também preferem pedir o primeiro nome do assinante, o que permite que os e-mails sejam personalizados. No entanto, apenas pedir um primeiro nome diminuirá um pouco as taxas de adesão em comparação com apenas pedir um endereço de e-mail.

Não peça informações adicionais, como endereço de correspondência, número de telefone ou qualquer outra informação pessoal, a menos que seja vital para o seu propósito. Faça com que seja fácil e rápido para as pessoas se inscreverem e será muito mais provável que o façam.

2. Faça a oferta irresistível

Por que os visitantes se inscrevem para receber seus e-mails?

Não conte com a inscrição de clientes apenas porque não querem perder seus e-mails ou novos conteúdos. Dê a eles um motivo para se inscreverem e torne-o o mais irresistível possível.

A maneira mais comum de fazer isso é por meio de um ímã de leads, que é um brinde oferecido para incentivar as pessoas a se inscreverem.

Existem várias maneiras de fazer isso e muitos tipos diferentes de brindes que você pode oferecer. Você pode pensar que sua oferta precisa ser algo que exige muito tempo ou dinheiro para ser criado, mas não é realmente o caso. Na verdade, às vezes, ofertas simples são muito mais atraentes.

Essas ofertas simples costumam ser fáceis para os assinantes implementarem imediatamente, o que as torna mais úteis e mais desejáveis. 

Também é importante manter o ímã de leads o mais relacionado possível aos seus produtos e serviços. Você pode oferecer a chance de ganhar um brinde, ou um cupom de desconto. Esses descontos atrairão mais pessoas e você pode conseguir muitos assinantes.

3. Torne seus formulários de optin altamente visíveis

Uma das maneiras mais fáceis e eficazes de aumentar as taxas de inscrição no e-mail é simplesmente tornar os formulários de inscrição e ofertas mais visíveis.

Não presuma que as pessoas interessadas em se inscrever farão um esforço para encontrar seus formulários e entrar na sua lista. Em vez disso, coloque-o bem na frente deles para que não percam.

Existem várias maneiras de fazer isso, incluindo o uso de:
  • Pop-ups (lightbox)
  • Barra flutuante com um mini formulário
  • Formulário no rodapé
  • Link direcionado para a página de newsletter
Inserir muitos formulários na página pode ter um preço, não há dúvida de que eles podem ser um pouco intrusivos para os visitantes. Você terá que determinar se o aumento da taxa de adesão é potencialmente irritante para alguns de seus visitantes.

Lembre-se de que as pessoas que estão lendo seu conteúdo provavelmente estarão interessadas no conteúdo que você compartilha com sua lista de e-mail.

4. Oferecer benefícios exclusivos para assinantes

Uma maneira de incentivar os visitantes da loja virtual a se inscreverem em sua lista de e-mails é mencionar vantagens ou benefícios especiais que estão disponíveis apenas para seus assinantes.

Isso pode ser qualquer coisa, desde conteúdo que não é publicado na sua loja ou blog, as vendas exclusivas e promoções que não estão disponíveis ao público, a descontos especiais em produtos e serviços de outras empresas que desejam alcançar seus assinantes.

É da natureza humana não querer perder. Se os visitantes do seu site sentirem que perderão a oportunidade se não assinarem a sua lista, é provável que você consiga mais assinantes.

Essas vantagens especiais também podem ser muito úteis para manter os assinantes. Se eles não quiserem perder conteúdo exclusivo ou promoções especiais, eles não vão cancelar a assinatura.

Você conheceu 4 maneiras para aumentar sua lista de e-mails. Você não precisa implementar tudo de uma vez, faça aos poucos.

Se você quer mais uma dica, facilite a inscrição, é um ótimo primeiro passo.

Boas vendas!

Este artigo foi escrito por Adriano Yamuto, da equipe de desenvolvimento do Fastcommerce. 

4 Dicas para Aumentar sua Lista de E-mails

quarta-feira, 2 de dezembro de 2020

 


Definir palavras-chave é fundamental para o sucesso do seu negócio.

É através delas que você vai obter tráfego, conversões e vendas.

A cada ano que passa os mecanismos de pesquisa estão mais inteligentes e as ferramentas de pesquisa de palavras-chave estão cada vez mais avançadas.

Hoje não basta definir as palavras-chave pelo o que vier à cabeça. O importante é criar uma estratégia e pensar em cada detalhe, cada palavra do seu texto.

A pesquisa de palavras-chave sempre começa com o que seu cliente deseja, a demanda e seu objetivo final.

Eles estão pesquisando porque querem comprar algo?
Eles estão pesquisando porque têm uma pergunta e estão procurando a resposta?
Eles estão procurando mais informações sobre um lugar?


O objetivo de fazer uma pesquisa de palavras-chave é conduzir os clientes dos resultados da pesquisa à sua loja virtual.

Você conhece o AnswerThePublic?

AnswerThePublic é uma das ferramentas de pesquisa de palavras-chave mais poderosas do mercado. Eles utilizam o Google Suggest para encontrar o que as pessoas estão buscando.

O seu diferencial perante aos concorrentes é como mostram os dados buscados de forma visual para os usuários.

É um sistema gratuito, onde ao digitar a palavra-chave ele criará esses dados. Os dados são baseados em perguntas, preposições, comparações, ordem alfabética e relacionados.

Exemplo de palavra chave (camiseta):

Perguntas
- Camiseta como dobrar
- Qual camiseta usar para sublimação

Preposições
-Camiseta com proteção solar
-Camiseta com frases

Comparações
- Camiseta ou camisa pólo
- Camiseta e short

Alfabética
- Camiseta Adidas masculina
- Camiseta Levis feminina

Relacionados
- Camiseta Nike
- Camiseta personalizada

Ao utilizar o AnswerThePublic não esqueça de selecionar o país (Brasil) e o idioma (Português) para pesquisar a palavra-chave desejada.

Antes de escrever qualquer descrição de produto, postagens em blogs, redes sociais, etc. Você precisa entender e saber o que os seus clientes estão procurando.

Essa ferramenta vai listar muitas informações, nem todas são úteis. Por essa razão, é importante passar um pente fino e separar as que se enquadram com o que você deseja.

Benefícios de usar AnswerThePublic

  • Uma ferramenta gratuita
  • Dê a você ideias ininterruptas de conteúdo
  • Permite que você conheça seu público
  • Ajudar você a responder perguntas
  • Encontre seus clientes exatamente onde eles estão
  • Descubra tesouros escondidos
  • Pare de perder tempo com intuições e suposições
  • Tome decisões de negócios sólidas: assuma menos riscos
  • Otimize sua produção de conteúdo

Boas vendas!

Este artigo foi escrito por Adriano Yamuto, da equipe de desenvolvimento do Fastcommerce.    

Palavras-chave é Crucial para sua Loja Virtual

quarta-feira, 25 de novembro de 2020

 


Um dos maiores pesadelos das lojas virtuais é o cancelamento da compra. Infelizmente nem todos os pedidos gerados na sua loja serão pagos.

Por muitas vezes o cliente visita a loja, escolhe os produtos, passa pelo checkout mas não finaliza o pagamento no prazo estipulado. O hábito que é inofensivo na visão do cliente pode ser frustrante para a loja.

As causas mais comuns de cancelamento de compra são:
  • Arrependimento da compra
  • Problemas com pagamento
  • Demora na entrega
  • Erros no envio

O que fazer para evitar o cancelamento?

Uma forma muito eficiente de recuperar pedidos não pagos é entrar em contato com o cliente para entender as razões. O contato pode ser feito facilmente pelo WhatsApp, e-mail ou até mesmo uma ligação.

Lembre-se de deixar claro que você não está ligando para cobrar, mas sim perguntar as razões para não ter finalizado a compra.

Uma outra forma de recuperar pedidos não pagos é via Email marketing. Crie uma campanha de recuperação de pedidos e incentive a finalização do pedido com um desconto. 

Para os casos em que identificou que a razão do não pagamento foi o arrependimento da compra, pois o cliente comprou por impulso, relembre-o sobre as qualidades daquele item. Inspire o cliente para que ele finalize o pagamento. Ofereça informações, vídeos e demonstre como o produto pode ser útil em sua vida.

Esse contato ativo pode fazer com que um percentual das pessoas que não concluíram o pagamento voltem e concluam a compra, o que fará com que a receita aumente. Ou seja, atenção especial e o tratamento humano podem converter esse pedido perdido!

Você sabia que no Fastcommerce é possível alterar forma de pagamento do pedido? Sim! É possível escolher qualquer forma de pagamento disponível no Fastcommerce mesmo aquelas que não estão ativas no momento na loja virtual.

Fale com nossa equipe e boas vendas!

Este artigo foi escrito por Luciana Hamassaki, da equipe de Marketing do Fastcommerce.

Reduza o cancelamento de compra em sua loja virtual

 
Fastcommerce | Crie sua loja virtual © 2016 - Templateism.com